Julho é caracterizado por menor volume de chuvas

O acumulado no mês foi menor que 2 mm, sendo que o volume histórico é de 48,3 mm; a temperatura média (21,6 °C) foi 0,7 °C mais quente do que a média histórica (20,9 °C)

REGIÃO - WEVERSON NASCIMENTO

Data 11/08/2020
Horário 09:25
 Marketing/Unoeste - Alexandrius é o responsável pela Estação Meteorológica da Unoeste
Marketing/Unoeste - Alexandrius é o responsável pela Estação Meteorológica da Unoeste

O mês de julho já se foi, mas neste ano ele foi diferente do ponto de vista climatológico. Caracterizado pela baixa precipitação no oeste paulista, o volume acumulado no mês foi menor que 2 milímetros, sendo que o volume histórico para o mês é de 48,3 mm. Associada a esse período de estiagem, a temperatura média de julho (21,6 °C) foi 0,7 °C mais quente do que a média histórica (20,9 °C). 
Conforme o responsável pela Estação Meteorológica “Professor Vagner Camarini Alves”, da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), professor Alexandrius de Moraes Barbosa, historicamente é comum ocorrer esse período de estiagem no mês de julho na região. “Na média histórica, julho é o segundo mês mais seco, só perdendo para agosto. Assim como a baixa precipitação, a alta temperatura também está associada ao período de estiagem”, explica. 

Oeste paulista

O inverno no oeste paulista, segundo Alexandrius, é caracterizado por um período quente e seco. “Para se ter uma ideia, o volume de chuva somado dos meses de junho, julho e agosto, seria a metade do que chove em janeiro, que é o nosso mês mais chuvoso. Já a temperatura média fica próxima a 21,4°C”. 
O prognóstico para o mês de agosto, naturalmente conhecido com o mês mais seco, será a falta de chuva, que deverá perdurar por mais algumas semanas. No entanto, existe a previsão de algumas pancadas isoladas nos próximos dias, mas nada de grandes volumes, explica o professor.

Prognóstico para o mês de agosto, naturalmente conhecido com o mês mais seco, será a falta de chuva, que deverá perdurar por mais algumas semanas

SAIBA MAIS
Com o objetivo de prestar serviços agrometeorológicos e dados climáticos da região diretamente das estações da Unoeste, foi lançado recentemente o site Unoeste|Clima (sites.unoeste.br/clima). O portal surgiu da necessidade de suprir a carência de informações específicas do oeste paulista, e será utilizado para estudos e pesquisas dentro da universidade. A plataforma oferece serviços como a disponibilização de dados climáticos para toda a comunidade acadêmica, comunicados mensais agroclimáticos, divulgação de estudos específicos para a região através de boletins mensais e ainda é possível acompanhar diariamente as condições agroclimáticas do ano/safra agrícola do oeste paulista.

MAIS INFORMAÇÕES

Unoeste lança site de serviços e dados climáticos

Clima seco predomina em 2019

Veja também