Médico apresenta sugestões para enfrentamento da Covid nas UPAs 

Entre as propostas está a presença de médico intensivista e fisioterapeuta, além do gasômetro para exames laboratoriais mais rápidos; cardiologista José dos Reis esteve com prefeito Ed Thomas nesta semana

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 04/04/2021
Horário 11:35
Foto: Secom 
Médico cardiologista José dos Reis esteve com prefeito Ed Thomas nesta quarta
Médico cardiologista José dos Reis esteve com prefeito Ed Thomas nesta quarta

Nesta terça-feira, o Ciop (Consórcio Intermunicipal do Oeste Paulista) publicou uma carta aberta à sociedade relatando a situação preocupante em que se encontram as UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) devido ao agravamento da pandemia da Covid-19. O documento, o qual a reportagem teve acesso, detalha que as unidades de pronto-atendimento do Ana Jacinta e da Zona Norte chegaram a um “colapso”, assim descrito pelo Ciop, ante a indisponibilidade de leitos, “bicos” de oxigênio e respiradores. Recentemente, o médico cardiologista José dos Reis publicou um vídeo, em uma rede social, em que traz sugestões para a melhoria do atendimento aos casos de Covid-19 nas unidades. Nesta quarta, ele esteve no gabinete do prefeito Ed Thomas (PSB), onde apresentou as ideias.
À reportagem o médico relata que antes do encontro com o chefe do Executivo esteve nas UPAs e pode ver com os próprios olhos o sofrimento daquelas pessoas. “Elas estão em macas, poltronas e cadeiras. Não tem camas para todos e nenhum paciente merece passar por isso. Os pacientes graves, aqueles que estão em ventilação mecânica, não têm uma estrutura adequada para manejo. Faltam monitores e bombas de infusão contínua, sendo estas essenciais para a administração de medicações como os sedativos”, detalha. “Já os profissionais se encontram esgotados física e mentalmente”, acrescenta. 

Intensivista e fisioterapeuta

Umas das sugestões apresentadas pelo médico cardiologista é a presença de um médico intensivista para visitar diariamente os pacientes mais graves, pois, dessa forma, será possível ajustar condutas, auxiliar no manejo, dando, assim, uma esperança maior de sobrevida. Além disso, é possível fazer a administração dos recursos que estão escassos.
A presença de fisioterapeutas 24h/dia também foi outra cobrança. “Não tem como conduzir esses pacientes em ventilação mecânica sem a presença deles. São essenciais! Eles ajustam a ventilação, movimentam os pacientes para evitar atrofias, fortalecem a musculatura e impedem colabamento dos pulmões”, descreve. Outro ponto apresentado foi em relação aos exames laboratoriais. Atualmente, segundo o médico, se demora mais de 8h para um exame ficar pronto. Para tanto, uma medida prática apresentada por ele é ter um gasômetro em cada unidade, pois com ele é possível obter resultados de exames essenciais na hora.

Enfrentamento da Covid-19

José descreve que no encontro com Ed Thomas, que, inclusive, se mostrou muito receptivo, conseguiu expor as necessidades mais críticas. Ele adianta que o prefeito se comprometeu e iniciará a visita com o médico intensivista o mais breve possível. A presença do fisioterapeuta foi outro ponto que está para ser concretizado, pontua o cardiologista. “Em relação ao gasômetro, ele se mostrou aberto à sugestão e está cotando valores para aquisição. A questão de mais médicos barra nos valores e na disponibilidade de verbas”, frisa. 
Em nota, a Prefeitura de Presidente Prudente informa que não tem medido esforços para garantir o atendimento a pacientes com sintomas de Covid-19. Há cerca de um mês, pontua que inaugurou 15 novos leitos de suporte respiratório na UBS (Unidade Básica de Saúde) “Doutor Otelo Milani Junior”, conhecida popularmente como Cohabão, para o qual são levados pacientes com sintomas moderados do novo coronavírus e que não necessitam de intubação. O Executivo também descreve que destinou novos respiradores, bombas de infusão, monitores cardíacos, entre outros insumos para ampliar a estrutura das UPAs, além de autorizar a contratação de novos profissionais de saúde para auxiliar nos atendimentos. 
“O município tem cobrado ainda a abertura de novos leitos de UTI [Unidade de Terapia Intensiva] e enfermaria para a região, desafogando o sistema de saúde que se encontra sobrecarregado, e pede a colaboração da população para que siga os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19, como manter o distanciamento social, usar máscaras e álcool em gel”.

Foto: Cedida

médica dá sugestões para enfrentamento da covid-19 em unidades de pronto atendimento de presidente prudente

José: "Não há cama para todos, e nenhum paciente merece passar por isso"

Veja também