Melhoramento genético é proporcionado por técnicas de biotecnologia

Iniciativa na região do Pontal do Paranapanema é explicada pelo fato de a atividade leiteira ser a maior no Estado

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 11/06/2020
Horário 14:01
Foto: Divulgação/Fundação Itesp - Cultivando Negócios está dentro das atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural
Foto: Divulgação/Fundação Itesp - Cultivando Negócios está dentro das atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural

De acordo com o chefe de gabinete da Fundação Itesp (Instituto de Terras do Estado de São Paulo), Marco Silva, o trabalho de reprodução animal desenvolvido na região do Pontal do Paranapanema faz parte do “Programa Cultivando Negócios”, e proporciona um melhoramento genético por meio de técnicas de biotecnologia de reprodução com embriões nos assentamentos estaduais.

A iniciativa na região é explicada pelo fato de a atividade leiteira é maior.

“A Fundação Itesp apoia essa integração para levar tecnologia até o pequeno produtor. Essa parceria proporciona um melhoramento genético dos animais, aumento na produção leiteira, garantindo ao produtor um animal de procedência, com alta produtividade e sanidade adequada”, explica.“Ainda, gera renda e desenvolvimento para os participantes”, concluiu.

Todo esse trabalho do Programa Cultivando Negócios está dentro das atividades de Ater (Assistência Técnica e Extensão Rural) da Fundação Itesp, que visa levar desenvolvimento, geração de renda e emprego no campo.

O objetivo é fazer com que o produtor rural obtenha excelentes resultados, tenha acesso ao mercado e uma renda familiar melhor.

SAIBA MAIS

O trabalho de transferência é realizado com embriões de doadoras da raça Gir e Girolando, fruto de uma seleção cuidadosa que gerou um exclusivo grupo de doadoras, com sêmen sexado dos melhores touros holandeses.

Veja também