Mercado Imobiliário de Presidente Prudente: Pujança e solidez diante da pandemia

Bruna Melo

COLUNA - Bruna Melo

Data 12/06/2020
Horário 05:55

A pandemia trouxe consigo uma crise que muitos especialistas fazem projeções que trará consequências semelhantes ao crack da Bolsa de 1929, conhecida como a “Grande Depressão”, mas será que essa crise afetou o mercado imobiliário de Presidente Prudente?

A querida Presidente Prudente, expoente no Oeste Paulista e também no cenário nacional, conta com constante crescimento no setor imobiliário. Estou atuando no setor de cartórios há cerca de 3 meses em Presidente Prudente (anteriormente fui tabeliã por 7 anos em Estrela d’Oeste - SP), e nesse tempo não houve mudanças significativas em relação à lavratura de escrituras públicas.

Para comprovar essa análise conversei com referências no ramo imobiliário na cidade para saber a percepção pessoal da relação da crise gerada pela pandemia e os negócios destas empresas:

 

LUKA IMÓVEIS

Lucas Krasucki: Nos primeiros dias da pandemia, o mercado imobiliário parecia que entraria em quarentena, mas nas semanas seguintes, o mercado surpreendeu os mais otimistas. Vários aspectos contribuem para esse crescimento em plena pandemia, um deles é o fato da pessoa ter ficado mais em casa, e com isso passou a valorizar espaços como sacada gourmet ou piscina, por exemplo. Há outros casos, como divórcios ou mudança nos padrões que por um lado é ruim, mas para outro contribui também para procura de imóveis, e o melhor de todos aspectos, é que muitas empresas ainda continuam procurando Presidente Prudente para expandir seus negócios, onde as construções estão a todo vapor para atender esta demanda.

 

CONSTRIX

Nuno Ramos Junior: A pandemia trouxe hábitos que vieram para ficar. Para aquecer a economia vieram medidas governamentais que estimularam também o mercado imobiliário, uma vez que a Selic num patamar mínimo histórico, não se torna atrativo o capital “parado” em banco. No primeiro momento, pelo temor do isolamento, senti uma leve queda, mas durante a pandemia a procura retornou e estamos bem e com projeção para vários empreendimentos a serem lançados neste ano.

 

F. RAJAB EMPREENDIMENTOS

Fauze Rajab: A pandemia afetou de modo geral a economia. Mas, alguns fatores como a expansão do crédito, programas de acesso à moradia e queda dos  juros contribuíram para a retomada. Outras questões locais como o déficit habitacional, estabilidade nos setores varejista, atacadista, agronegócios, educacional, saúde, emprego formal e a segurança de construtoras sólidas, investir em imóveis em Prudente é uma maneira rentável e segura de aplicar o dinheiro. Fechamos vários negócios mesmo nesse período, como o Comfort Hotel e Ville Felicittá e continuaremos investindo em novos lançamentos. 

 

MAMPEI FUNADA

Rentato Funada:  no início da pandemia houve vendas de empreendimentos anteriores, assim não sentimos mudanças significativas. Já no auge do isolamento, houve uma leve queda nas vendas, encaminhando para o final, mudou o cenário, a procura e vendas aumentaram muito. Desta forma o isolamento e social não afetou os negócios. Acreditamos que nos próximos meses deve manter essa constância nas procuras e vendas.  Tendo em vista o cenário do mercado imobiliário prudentino, iremos lançar no segundo semestre novos empreendimentos e existem outros previstos para o ano que vem. Acredito que a retomada do crescimento em ritmo acelerado ocorrerá a partir do ano que vem.

 

Diante do exposto, Presidente Prudente é uma cidade privilegiada, uma vez que os efeitos negativos da crise instaurada pela pandemia foram minorados pelo grande crescimento de empreendimentos imobiliários e investimentos na cidade. Para encerrar trago as palavras de Andrew Carnegie, que foi um empresário e filantropo estadunidense nascido na Escócia. Fundador da Universidade Carnegie Mellon: “Noventa por cento de todos os milionários se tornaram o que são investindo em imóveis”.

 

Bruna Melo é Tabeliã em Presidente Prudente, formada em Direito pela UEMS (Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul) e Administração peal UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul), e tem pós-graduação em Direito Notarial e Registral. Contato bruna@cartorioprudente.com.br

Veja também