Morte de animais

JOSÉ COSTA - DA REPORTAGEM LOCAL

COLUNA - JOSÉ COSTA

Data 23/07/2020
Horário 03:05

Mesmo com denúncias de envenenamento em sete bairros diferentes de Osvaldo Cruz, a crueldade contra animais ainda continua.  Recentemente, um morador denunciou que mais animais estão sendo envenenados no entorno da Vila Cavaru, Vale Verde  e Vila São Jorge.  Ele relatou que seu cão foi envenenado dentro de seu quintal.  A família também perdeu um gato, que fugiu para se esconder após ser envenenado e morreu dentro de um bueiro próximo à residência. Foi necessário pedir assistência da Prefeitura para a retirada do animal.  Conforme o seu relato, o fato já se repete há algum tempo e esperam que as autoridades deem mais atenção aos casos denunciados nesses bairros. Os moradores querem descobrir quem é o autor dos crimes para responsabilizá-lo.

Em Adamantina também

Adamantina também registrou uma situação de extrema maldade e risco para a integridade de animais.  No último sábado, o vendedor João Vitor Soares, de 24 anos,  chegou em casa, no bairro Jardim Brasil e,  quando foi limpar o quintal  dentro da sua rotina, viu um de seus cachorros tentando comer algo. O animal gemia por não conseguir se alimentar do que havia ali: salsichas espetadas com pregos. Rapidamente ele tratou de afastar o cão e fez uma varredura pelo quintal, localizando pelo menos cinco pedaços de salsichas com pregos. Se fossem ingeridas pelos animais poderiam causar ferimentos graves na boca e até serem engolidos, perfurando órgãos internos e ampliando ainda mais os riscos, inclusive de morte.

Salto Botelho

A Prefeitura de Lucélia deve apresentar no dia 30 de julho, às 14h30, por meio de uma live em sua fanpage oficial, uma consulta pública para a criação do Parque Natural Municipal Salto Botelho. O local é uma referência na paisagem do município, sobretudo pela cachoeira, no curso do Rio Aguapeí. O esforço da Prefeitura é institucionalizar o espaço natural e buscar meios para fazer os investimentos na recuperação do lugar e reafirmá-lo como marco turístico para a cidade e região, sobretudo diante do esforço para ter do governo do Estado a classificação da cidade como MIT (Município de Interesse Turístico). 

Coronavírus

A Prefeitura de Tupã registrou no domingo mais um óbito entre os pacientes do Asilo Casa Emanuel. A vítima, uma mulher que ainda não teve a idade divulgada, estava internada na Santa Casa deste o último dia 11, não resistiu e faleceu na manhã de domingo. Com esse novo óbito sobe para 11 o número de pessoas que morreram por coronavírus em Tupã. Deste total, oito eram atendidos na Casa Emanuel. As mortes vêm ocorrendo quase que sucessivamente, com pacientes daquela instituição.
 

Crime ambiental

Um homem foi autuado em R$ 2,4 mil por ter cortado árvores nativas em Panorama. O flagrante foi feito durante a Operação Floresta Mais Segura, da Polícia Militar Ambiental, no sábado. Conforme a corporação, foram cortadas oito árvores das espécies angico, leiteiro e monjoleiro, além da destruição constatada de 0,06 hectare de vegetação nativa em estágio inicial, em área de objeto especial de preservação sem autorização da autoridade ambiental competente. Ainda segundo a Polícia Ambiental, o homem foi multado pelo corte das árvores em R$ 2,4 mil e por destruir a vegetação nativa ele recebeu uma advertência.

Má fé em nome da fé

Um indivíduo estava visitando residências em Dracena e se apresentando como representante da Igreja Católica. Entrava nas casas com uma bandeira com imagens de santos e pedindo doações em dinheiro. A denúncia partiu de uma moradora do bairro Metrópole,  na Rua Amazonas, que não permitiu a entrada do visitante e ainda foi maltratada pelo indivíduo. A Paróquia Nossa Senhora Aparecida orienta que não indicou nenhuma pessoa para visitas em residências com pedidos de doação. Se alguém tiver problemas desse tipo, o importante é informar a Polícia Militar através do 190.

Veja também