MPE cobra regularização estrutural de cemitério

PRUDENTE - Victor Rodrigues

Data 05/03/2016
Horário 10:25
 

O MPE (Ministério Público Estadual), por meio da Promotoria de Justiça do Urbanismo de Presidente Prudente, enviou uma recomendação ontem à Prefeitura de Prudente para apurar denúncias sobre supostas irregularidades estruturais no Cemitério Municipal Campal. Segundo a representação, são realizados sepultamentos com túmulos "encharcados". Quanto a isso, o MPE recomenda à administração pública para se atentar às cautelas necessárias junto ao setor técnico, para que investigue a existência de possível contaminação do lençol freático, e a causa da umidade.

O Ministério Público também chama atenção da Prefeitura sobre a característica original da necrópole, já que familiares colocaram adornos, vasos e fixam de forma permanente outros objetos. A Promotoria recomenda que tudo seja retirado, mantendo-se a característica da espécie de cemitério, ou seja, apenas o gramado e a lápide simples com a identificação do ocupante.

Jornal O Imparcial MPE apura denúncias sobre supostas irregularidade no Campal

"A partir da entrega da recomendação, o Ministério Público, por meio de sua 2ª Promotoria de Justiça, considera seus destinatários como pessoalmente cientes da situação ora relatada e, nesses termos, passíveis de responsabilização por quaisquer eventos futuros imputáveis à sua omissão/ação apta a contrariar os termos expostos", expõe o documento.

Questionado pela reportagem, a Prefeitura, por meio da Secom (Secretaria Municipal de Comunicação), informa, em nota, que o acúmulo de água apontado ocorreu por vazamento no sistema de irrigação do local. "O problema já foi sanado", esclarece. Já com relação às características originais dos sepultamentos, a administração municipal "apenas permite que se coloquem objetos no dia sepultamento, ou Dia de Finados". "Os itens apontados pelo MPE são retirados ao final do expediente, diariamente", acrescenta.

Veja também