Natação e diabetes

Jair Rodrigues Garcia Júnior

Foto:

 

Movimentar o corpo e deslizar na água por meio da ação coordenada e harmoniosa dos braços e pernas. Essa pode ser a definição de natação, que é uma excelente atividade física que estimula os diversos músculos e sistemas fisiológicos. Mas a eficiência e beleza da coordenação motora perfeita (veja Ian Thorpe: https://youtu.be/2b1Fiw9uekM) é apenas a ponta do iceberg dos benefícios da natação.

 

DIABETES

É uma doença metabólica na qual a remoção do excesso de glicose do sangue (após cada refeição), estimulada pela insulina, se torna menos eficiente, até que não é mais possível. Evolução da doença: resistência à ação da insulina, pré-diabetes, diabetes tipo II. O diabetes tipo I (10% dos casos) não tem essa evolução porque as células do pâncreas produtoras de insulina são destruídas em período relativamente curto.

INSULINA

Um dos efeitos deste hormônio é estimular a entrada da glicose nos músculos e tecido adiposo após cada refeição, pois nestes locais a glicose pode ser armazenada como glicogênio ou gordura. Um fato curioso que aprendi quando estudava na graduação é que, durante o exercício físico, quando os músculos mais precisam de glicose como combustível, não há insulina para estimular a entrada.

MÚSCULOS INDEPENDENTES

Durante os movimentos e o deslizar da natação, os próprios músculos estimulam a entrada de glicose (sem depender da insulina) para que possam transformar em energia para contração. Esse é um pedaço do iceberg que fica submerso e invisível, porém é importantíssimo, porque ajuda no controle da concentração de glicose no sangue, diminuindo os episódios de hiperglicemia (glicose acima de 150 mg/dL).

DURANTE O REPOUSO

A natação, em razão da resistência da água, tem gasto energético quatro vezes maior que o deslocamento em terra. Além disso, esse exercício tem o benefício de tornar todos os músculos mais sensíveis à ação da insulina, mesmo quando estão em repouso. Sim, os benefícios ocorrem durante o esforço e perduram no repouso. 

PRÁTICA E CUIDADO

A prática regular de natação e outros exercícios é muito importante para os diabéticos tipos I e II e também para pessoas na condição de pré-diabetes, seja por excesso de peso, histórico familiar ou ambos. Em todas essas pessoas o controle do metabolismo da glicose melhora significativamente. Também diminuem o armazenamento e estoque de gordura. Para os diabéticos, em razão do uso de medicamentos ou insulina, deve haver orientação conjunta do médico, do professor de Educação Física e da nutricionista.

 O controle do metabolismo da glicose melhora significativamente.

Veja também