O Afinão

Persio Isaac

CRÔNICA - Persio Isaac

Data 07/06/2020
Horário 09:05

Felipe é casado com Julia há mais de 28 anos. Tem um casal de filhos. Bem sucedido na sua atividade profissional. Caminha a passos largos para se aposentar, afinal está chegando a hora de gozar a vida. Felipe nunca foi um homem da bagunça. Entre seus amigos de infância, era o mais romântico. Gostava de viver romances astrais e não transas banais. Foi assim que se encantou com Julia. Ela tem o mesmo perfil. Os dois se dão muito bem.

Um dia, acontece alguma coisa em Felipe fora do seu padrão habitual. A curiosidade bate na porta do seu coração trancado a sete chaves. Começou a entrar em sites de mulheres de programas. Sua curiosidade caiu igual uma bomba atômica acordando desejos proibidos. Sensações novas apareceram. Quis viver igual uma espécie de macaco, que tem uma vida sexual bastante ativa. São os bonobos (Pan paniscus), que fazem sexo para reduzir o estresse.

Felipe é aficionado pela vida animal. Só que os bonobos são bissexuais. Só faltava ele que está prestes a ser um aposentado, virar um Calígula. Ninguém mora dentro de ninguém. Eis o mistério da fé. No começo, achava engraçado, pois era apenas uma curiosidade. Olhava Julia e depois começou a comparar fisicamente com as mulheres que via nesses sites. O tempo é implacável para todos. Felipe começa a sentir que não era má ideia ser um macaco bonobo. Porém, a sua fidelidade, seu romantismo, funcionava como um farol, iluminando sua forte moralidade judaico-cristã para não se afundar no mar do mundo mundano.

Mas a curiosidade vai fazendo seu trabalho silenciosamente. Felipe pergunta a si mesmo: "Será que eu saberia lidar com uma profissional do sexo"? Os demônios que habitam no inferno de cada um começam a gritar. Tinha receio e dúvidas: Sexo sem afeto? E daí, respondia pra si mesmo, tentando pular o muro da moral judaico-cristã.  Outra coisa que não aceitava era pagar para ter prazer. Mas sua curiosidade continuava a crescer, fortalecendo desejos nunca sentidos.

Entra no site de nome Gata Gold. Começa a olhar as mulheres. Pensa: Não é possível que existam mulheres tão perfeitas assim. Fala com os amigos e um deles disse que já saiu e são exatamente iguais as fotos. Vai Felipe, é coisa de doido. A vida é curta para ser pequena, diz um deles parafraseando a frase do primeiro ministro da história da Inglaterra, o judeu Benjamin Disraeli. Essa frase mexeu com Felipe.

Julia viaja, Felipe fica sozinho. À tarde, fecha a sete chaves a porta do seu quarto e se prepara para entrar na arena dos desejos proibidos. Liga o computador, sentindo ansiedade e medo. Mas o proibido tem seu gosto especial. Entra no site. Lorena o atrai. Morena, 1,68 m de altura, sem tatuagens, 56 kg, 101 cm de quadril, 23 anos, universitária, busto de 96 cm, pés 37 e cintura medindo 54 cm.

Felipe põe as mãos nos olhos como se quisesse tapar os olhos de Deus. Uma simples curiosidade que se transformou num grande desejo. Mas vou ter que pagar, trair Julia? Lembrou-se da frase de Benjamin Disraeli. Quer viver a sexualidade de um macaco bonobo. Quer se sentir um predador sexual. Olhava para o teto e pensava: Ir ou não ir? Eis a questão. Seu padrão moral batia forte. Não seria uma tarefa fácil. Mas Lorena era demais. Ficou mais de um mês vivendo essa indecisão.

A fantasia é a pele da alma. Pensava em Lorena de manhã, tarde e noite. E Julia?  Puxa, eu tenho tesão por Julia, mas são 28 anos de casados, tentando encontrar uma desculpa, mas a curiosidade vai seguindo seu curso rumo ao imponderável da vida. Ah, que se dane tudo. Novamente entra no site e lá estava Lorena. Procurou a coragem que estava presa no fundo do poço da moralidade, pegou o celular e ficou andando pra lá e pra cá na sua casa, como um tigre enjaulado.

Esse ritual durou mais de uma hora, até que resolveu ligar. Discou o número, esperou alguns segundos, de repente ouve a voz de Lorena: Alô meu amor.  Meu amor? Putz, que voz sensual. Vacilou alguns segundos e respondeu: É o Felipe. Mas que sujeito pouca prática. Já se entregou sem cerimônia. Oi meu querido. Oi Lorena, te vi no site da Gata Gold, você é maravilhosa, até fiz uma poesia pra você. Lorena percebeu que estava diante de um romântico e partiu com tudo: Aposto que você é um tesão. Putz, que agressividade, reage Felipe, mas adorou.

Fica um silêncio de elevador. Lorena com sua experiência não deixa o jogo sexual esfriar: Então Felipe vamos se encontrar? Quanto você cobra? Pra você somente R$500. Caraca, dá para comprar um tênis da Nike, modelo Shox NZ. Sempre querendo uma desculpa, mas... Pode beijar na boca? Pra você abro uma exceção diz Lorena. Empolgado, ofegante pergunta: Que horas podemos nos encontrar? Agora meu amor. Agora? Sim. Aonde você está? Estou no Motel Profundus. Motel? O que você está fazendo aí? Oh pergunta idiota. Lorena pacientemente responde delicadamente: Ah meu amor é o meu local aonde te darei prazeres inimagináveis. Vem, estou te esperando vestida pra matar seus desejos. Felipe gelou, não esperava essa pressa toda, afinal era um romântico. Gostava de romances, lembram? Agora não dá. Por que meu amor? O macaco bonobo foi desaparecendo, o espírito do Calígula ficou puto e o romântico Felipe covardemente disse: Sabe o que é Lorena, eu estou na estrada indo para Assis. Vejam vocês.

Veja também