OAB colhe termo de compromisso de postulantes

Durante encontro, na manhã de ontem, concorrentes à chefia do Executivo puderam apresentar suas propostas e projetos à cidade

PRUDENTE - ANDRÉ ESTEVES

Data 09/09/2016
Horário 09:45
 

A 29ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), em Presidente Prudente, cedeu sua sede, na manhã de ontem, para que os candidatos a prefeito no município pudessem apresentar suas propostas e projetos de governo, além de assinar um termo de compromisso com a cidadania. Intitulado "Manifesto por eleições limpas", o ato é realizado em âmbito estadual, a fim de salientar uma série de incumbências às quais o candidato deve estar atento durante o período eleitoral, com o propósito de garantir uma campanha ética e transparente e, consequentemente, uma gestão limpa.

De acordo com o presidente da subseção em Prudente, Rodrigo Lemos Arteiro, entre os compromissos propostos estão: a prestação de contas aos eleitores em tempo real; o repúdio à compra de voto e ao chamado "caixa 2", que frauda os limites de gastos estabelecidos pela Lei Eleitoral; o combate à prática de nepotismo; a convocação de audiências públicas para valorizar o ponto de vista da coletividade; a extinção das votações secretas na Câmara Municipal; e o fim da prática de atos em benefício próprio ou familiar.

Jornal O Imparcial Candidatos assinaram termo que assegura campanha ética

O conselheiro estadual da OAB, Fabrício de Oliveira Klébis, acredita que a iniciativa não é abrir espaço somente para as propostas dos candidatos, mas cobrar a postura correta deles durante a campanha eleitoral e gestão. "Queremos promover o combate da corrupção justamente onde ela se inicia. A OAB deixou de ser apenas a ‘casa dos advogados’ para se tornar a ‘casa da cidadania’. O objetivo é ressaltar os compromissos que são inerentes ao caráter político, para que amanhã ou depois não haja controvérsias", defende.

A UEPP (União das Entidades de Presidente Prudente) é parceira da ação e aproveitou a ocasião para disseminar a mensagem da campanha "Voto Consciente", que visa orientar a população e os candidatos a respeito da mudança política e do desenvolvimento regional. "Somos uma entidade apartidária que, além de lutar pelo combate de práticas criminosas durante a campanha eleitoral, busca pensar no melhor para a situação política da nossa região. Em 2014, nas eleições estaduais, 85% dos votos prudentinos foram para pessoas que não eram da nossa região: elegemos o Tiririca. O objetivo não é julgar, mas lembrar que ele nada fará pela nossa região", pontua.

 

Veja também