Oficina prepara brigadistas para período de estiagem

Representantes de 98 municípios receberam orientações e participaram de atividades práticas na manhã de ontem, no IBC Centro de Eventos, em Prudente

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 10/06/2021
Horário 03:30
Foto: Roberto Kawasaki
Cerca de 200 pessoas participaram do treinamento prático
Cerca de 200 pessoas participaram do treinamento prático

Ocorreu ontem, no IBC Centro de Eventos em Presidente Prudente, a “Oficina Preparatória para Operação Estiagem 2021”.  Através de instruções e divisões de equipes, o objetivo foi o de realizar treinamento prático operacional para a formação de brigadistas municipais - um apoio aos militares do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil durante ocorrências de incêndio. 

A oficina contou com a participação de equipes do 14º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Presidente Prudente e de representantes municipais das regiões administrativas de Araçatuba e Presidente Prudente, além de municípios da REPDEC (Regional de Proteção e Defesa Civil). O programa foi desenvolvido pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, e a participação contribui para que prefeituras possam obter pontos para o selo “VerdeAzul” e também para o Índice de Efetividade da Gestão Municipal, do Tribunal de Contas de São Paulo.

O capitão PM João Henrique Papoti ressalta que a formação de brigadistas é importante para o combate a incêndios, principalmente em cidades menores, onde não existem bases dos Bombeiros. “Os brigadistas dão o primeiro atendimento antes da nossa chegada. Muitas vezes, o incêndio se inicia num foco pequeno, na queima de lixo, por exemplo, mas acaba se espalhando e perdendo o controle”, afirma. “A brigada municipal, podendo atuar no início do foco, consegue impedir que ele se alastre e tome grandes proporções”. 

Práticas foram apresentadas

Durante o evento, que contou com número limitado de pessoas e o respeito às regras sanitárias, os cerca de 200 participantes de 98 municípios foram divididos em cinco equipes. Cada uma delas foi apresentada nas cinco bases onde receberam instruções de apresentação do material de combate ao incêndio - do reaparelhamento das defesas civis; a utilização de bomba costal; a utilização de abafador manual; a utilização de compressor veicular para combate a incêndio; e os cuidados a serem adotados durante combate a incêndio em vegetação. 

De acordo com o capitão PM, Vagner Martins, diretor do Núcleo de Preparação para Atendimento de Emergência, da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, a prática foi um complemento do curso à distância, que começou no mês passado e segue até setembro.

 “A Defesa Civil do Estado, através de parceria com as coordenadorias municipais, têm desempenhado treinamentos para operações estiagem e verão, especificamente nesse período agora de maio, com escassez de chuva. Então, aumenta a incidência de incêndios em matas por conta da diminuição da umidade relativa do ar”, explica. 

O diretor aproveita a oportunidade para reforçar sobre a importância de cuidar do ambiente. “Para o período de estiagem em que temos umidade relativa do ar baixa, em hipótese alguma coloque fogo em vegetação, não solte balões. [O cidadão] vendo qualquer uma dessas práticas pode denunciar através do telefone 199 ou 193. Contamos com o apoio da população e sociedade para enfrentar mais esse período de estiagem”. 

Roberto Kawasaki - Participantes foram divididos em 5 equipes e receberam as devidas instruções

Roberto Kawasaki - Brigadistas contribuem com o trabalho dos Bombeiros e Defesa Civil


Roberto Kawasaki - Equipamentos foram apresentados aos participantes da oficina 

SAIBA MAIS

Defesa Civil Estadual realiza Treinamento Prático para Operação Estiagem

Veja também