Onze vicinais da região são beneficiadas em novas fases de pacote de obras

São investidos R$ 119,6 milhões em 218,9 km de vias, que estão na fase de estaqueamento, limpeza do local e serviço de drenagem

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 28/01/2022
Horário 15:23
Foto: Alesp
Estradas vicinais são importantes para escoamento da produção agrícola
Estradas vicinais são importantes para escoamento da produção agrícola

O governo de São Paulo iniciou novas obras do programa Novas Estradas Vicinais em todo o Estado. Na região de Presidente Prudente, 11 vicinais foram beneficiadas nas novas fases com investimentos de R$ 119,6 milhões em 218,9 km de melhorias (veja detalhes no final da matéria). O prazo de entrega vai de seis a 12 meses.

Todas as obras da região estão na fase de estaqueamento, limpeza do local e serviço de drenagem. Os próximos passos serão com as melhorias dos pavimentos.

Os principais benefícios das vicinais para os moradores da região são melhorias para transporte de materiais, sendo eles, transporte de insumos e produção da usina sucroalcooleira, transporte de insumos e produção de grãos, cereais, pecuária e produção agrícola em geral, biogás, escoamento da produção das pedreiras, e facilidade de transportes entre os Estados de São Paulo e Paraná.

Em todo o Estado

No Estado, ao todo, são 186 estradas contempladas nas fases 2, 3 e 4 que serão modernizadas e revitalizadas pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem), somando mais de dois mil quilômetros. O total investido nesses lotes é de R$ 1,5 bilhão.

As estradas vicinais são importantes para o escoamento da produção agrícola e para a economia regional. "As obras de recuperação e modernização das estradas vicinais do nosso Estado estão a todo vapor em mais da metade dos municípios de São Paulo e agora entram numa nova etapa de obras. São vias estratégicas para a mobilidade das regiões em que estão inseridas. Facilitam o escoamento da produção, o transporte escolar, o acesso a serviços e, principalmente, há a melhoria da qualidade de vida das pessoas que vivem e trabalham no interior do nosso Estado, além de gerar emprego e renda enquanto acontecem", afirma o vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB).

Com o início das obras das fases 2, 3 e 4, diversos postos de trabalho serão gerados. “Em novembro, já havíamos iniciado os trabalhos da fase 1 do Novas Estradas Vicinais. Agora, essa nova etapa [fases 2, 3 e 4] reforça o nosso compromisso em recuperar estradas municipais que exercem grande importância para a infraestrutura regional”, destaca o secretário estadual de Logística e Transporte, João Octaviano Machado Neto. 

As obras estão sendo feitas em todo o Estado, facilitando de forma estratégica a logística e o acesso das principais vias de São Paulo. “As vicinais são essenciais para o deslocamento da população aos grandes centros urbanos. Elas conectam bairros, ligam cidades e servem para o escoamento da produção. Por isso, é essencial que sejam mantidas em bom estado”, conclui Edson Caram, superintendente do DER.

Os investimentos nas estradas vicinais fazem parte do programa Pró SP, um amplo pacote de obras estruturantes do governo para auxiliar na retomada do crescimento econômico, oferta de emprego e geração de renda. A iniciativa prevê recursos que totalizam R$ 50 bilhões para obras nas áreas de infraestrutura, transportes, educação e saneamento. 

Obras na região

Na região de Presidente Prudente (correspondente à DR 12 do DER), são 11 vicinais contempladas pelo programa Pró SP, que somam investimentos do governo de São Paulo de R$ 119,6 milhões em 218,9 km de melhoria. 

Fase 2 – 3 vicinais: R$ 17 milhões e 48,8 km

- Vicinal Narandiba – Rodovia Rodolfo Ribeiro de Castro (SP-421);

- Vicinal TDS 316 (antiga SPV 031) – Distrito de Planalto do Sul com divisa com Mirante Paranapanema (deserto no edital); 

- Vicinais RHR 286 e RHR 150 SP 270 ao distrito de Agissê, em Rancharia (deserto no edital); 

Fase 3 – 4 vicinais: R$ 52,8 milhões e 81,7 km

- Rodovia Plácido Rocha. Ligação Adamantina e Valparaíso; 

- Vicinal de ligação Presidente Prudente a Regente Feijó; 

- Ligação entre Lucélia a Bento de Abreu; 

- Recuperação da ligação da Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) - Usina Califórnia, em Parapuã, à divisa de Bastos; 

Fase 4 – 4 vicinais: R$ 33,7 milhões e 38,6 km

- Ligação da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) - Bairro Salgado Filho a Destilaria Rio Vermelho, em Junqueirópolis; 

- Acesso da SPA 001/563, em Teodoro Sampaio; 

- Recuperação da ligação de Pacaembu a Mirandópolis; 

- Ligação de Tupi Paulista e Nova Guataporanga.

Veja também