Pacientes com sequelas da Covid-19 ganham atendimento especializado em Prudente

Prefeitura e Unoeste inauguram serviço nesta quinta, às 9h; unidades de saúde farão triagem e encaminhamento ao Centro Municipal de Especialidades

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 04/05/2021
Horário 16:47
Foto: Arquivo
Após triagem nas unidades de saúde, paciente será avaliado no Centro Municipal de Especialidades
Após triagem nas unidades de saúde, paciente será avaliado no Centro Municipal de Especialidades

Nesta quinta-feira, a Prefeitura de Presidente Prudente, em parceria com a Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), inaugurará o atendimento especializado a pacientes que desenvolveram algum tipo de sequela após a infecção pelo coronavírus. O início do serviço está marcado para as 9h.

A triagem será realizada nas unidades de saúde do município, que encaminharão o paciente para o Centro Municipal de Especialidades "Ambulatório Ana Cardoso Maia de Oliveira Lima", em frente ao HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, onde será avaliado por uma médica servidora do município.

Após a primeira consulta, o paciente será destinado ao atendimento especializado, conforme a particularidade do caso.

De acordo com Jefferson Saviolo, assessor da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), serão oferecidos atendimentos a pacientes com sequelas físicas ou psicológicas, como depressão, ansiedade, perda de peso e cabelo, falta de ar, complicações neurológicas, entre outras.

O lançamento do serviço está marcado para esta quinta-feira, porém, a partir da próxima semana, os atendimentos acontecerão às quartas-feiras e compreenderão as áreas de fonoaudiologia, fisioterapia, psicologia, nutrição, endocrinologia, otorrinolaringologia, gastrologia, neurologia, pneumologia, psiquiatria e vascular.

De acordo com o enfermeiro da Unoeste, Bruno Soto, esse projeto tem por objetivo melhorar a qualidade de vida dos pacientes pós-Covid, além de contribuir com a ciência. “Esse projeto será acompanhado por um grupo de pesquisa, que tem estudado a ação do vírus no organismo e suas possíveis sequelas”, declarou.

Bruno ressalta que os atendimentos serão previamente agendados pelo município, não sendo possível o atendimento sem a pré-seleção.

Veja também