Pedágios da Eixo SP na região contam com desconto progressivo para usuários frequentes

No km 551,5 da SP-294, por exemplo, tarifa cheia de R$ 8,60 vai para R$ 4,86 na 5ª passagem, R$ 2,54 na 10ª, R$0,69 na 20ª e, na 30ª, é de R$ 0,19

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 09/11/2021
Horário 15:56
Foto: Arquivo
Desconto está disponível para todos que tenham um tag de passagem de pedágio automático
Desconto está disponível para todos que tenham um tag de passagem de pedágio automático

Está em operação nas 21 praças de pedágio da Concessionária Eixo SP o sistema de DUF (Desconto do Usuário Frequente), uma modalidade até então inédita de pagamento de pedágio, criada para diminuir o preço final aos usuários que utilizam a rodovia mais constantemente.

Previsto pela primeira vez no Brasil no maior contrato de concessão rodoviária nacional, estabelecido entre a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e a concessionária Eixo SP, que administra as rodovias do lote PiPa (de Piracicaba a Panorama), o DUF beneficia usuários de veículos leves (categoria 1) que optarem pelo sistema de cobrança eletrônica (AVI). "Desta forma, além de diminuir o custo do pedágio para os usuários frequentes, ainda reduz o tempo gasto com o pagamento, evitando filas nas praças", destaca a Artesp.

As 12 rodovias paulistas sob gestão da Eixo SP oferecem descontos progressivos a cada passagem realizada por uma mesma praça de pedágio, num mesmo sentido e dentro do mesmo mês. A partir da trigésima passagem, atinge-se o desconto máximo e o valor mínimo de tarifa. Todas as demais passagens do veículo pela praça em questão, no mesmo mês, terão este mesmo valor de cobrança. Com o início do mês subsequente, as tarifas voltam aos valores iniciais e o ciclo de descontos pode ser retomado. O desconto está disponível para todos que tenham um tag de passagem de pedágio automático e não requer qualquer tipo de cadastro prévio. 

Na praça 13, no km 551,5 da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), na região de Presidente Prudente, por exemplo, a tarifa cheia de R$ 8,60 vai para R$ 4,86 na quinta passagem, R$ 2,54 na décima, R$0,69 na vigésima e, na trigésima, é de apenas  R$ 0,19.

O novo sistema de pagamento entrou em operação no dia 15 de julho deste ano, após o cumprimento contratual de melhorias no pavimento, na sinalização e na estrutura de serviços oferecida, inseridas no PII (Programa Intensivo Inicial) de concessão pela Eixo SP. A medida é uma modernização dos sistemas de pagamentos que já estão em funcionamento no Programa de Concessão Rodoviária do Estado de São Paulo, regulado pela Artesp.

"Facilita ainda mais o acesso ao sistema de desconto, pois não há necessidade de nenhum cadastro prévio para se ter direito ao benefício. Basta fazer uso do sistema de cobrança eletrônica para que o usuário esteja apto a receber o desconto progressivo a partir de sua segunda passagem na mesma praça, dentro do mesmo mês. Até o momento, já foram beneficiados pelo sistema de pagamento mais 170 mil usuários, que realizaram mais de 2,7  milhões de passagens nas praças de pedágio cadastradas", expõe a Artesp.

“Síntese de ganhos de eficiência e agilidade para o usuário, o modelo DUF nos novos contratos de concessão beneficia amplamente os condutores, pela agilidade e segurança nas viagens, mas, principalmente, pela redução do preço das tarifas de pedágio”, aponta Milton Persoli, diretor-geral da Artesp. Ele explica que, por essa razão, a intenção da agência é manter o modelo de desconto em todos os novos contratos firmados pela agência. 

Veja também