Publicidade

PELA RETOMADA

PRUDENTE - Homéro Ferreira

Data 21/05/2020
Horário 03:39

O Plantão falou com o presidente da Umas (União dos Municípios da Alta Sorocabana), o prefeito de Regente Feijó, Marco Rocha (PSDB), sobre a retomada das atividades econômicas na região. Ele disse que amanhã deverá sair uma definição.

PLANO REGIONAL

O plano regional de retomada das atividades será apresentado ao governador João Doria (PSDB) e o interlocutor será o prefeito de Presidente Prudente, Nelson Bugalho (PSDB), na condição de integrante do Conselho Municipalista do Estado de São Paulo.

É PRECISO FIRMEZA

Marco Rocha entende que se houver firmeza existe grande possibilidade de abertura plena do comércio, com a doação de medidas sanitárias e de boas práticas previstas no decreto do governo paulista.

GENTE DO COMÉRCIO

Ao receber, em seu gabinete, representantes do comércio, o prefeito Bugalho disse que tudo indica que o comércio será reaberto na próxima semana. Inclusive, falou que seria segunda-feira, mas lembrou da antecipação do feriado e corrigiu, dizendo: terça-feira.

ISOLAMENTO SOCIAL

Projeto do governo que antecipa o feriado estadual de Nove de Julho, pela Revolução Constitucionalista de 1932, foi apreciado e aprovado pela Assembleia Legislativa para a próxima segunda-feira, dia 25. A finalidade é aumentar o isolamento social.

SEM INTENÇÃO

O Plantão questionou Bugalho se iria antecipar os feriados municipais. Antes de ter enviado projeto para a apreciação dos vereadores, disse que não tinha essa pretensão, mas que já tinha conversado com o presidente da Câmara, Demerson Dias (PSDB).

APENAS PRECAUÇÃO

Sobre a conversa entre o repórter e o prefeito ficou o entendimento de que o projeto enviado para a Câmara tem o caráter apenas de precaução, em caso de precisar adotar essa medida mais lá na frente.

MUITA GENTE

A superlotação no transporte coletivo urbano nestes tempos de pandemia do coronavírus, em descumprimento de decisão judicial, levou vereadores a solicitar providências do Ministério Público.

DOCUMENTO DE PROVA

Os vereadores Demerson Dias (PSD), Geraldo da Padaria (PTB) e Mauro Neves (Podemos) levaram o caso ao promotor Jurandir José dos Santos, depois de fotografarem e filmarem ônibus superlotados.

PEDIDO DE REVISÃO

Na condição de membro do PDO (Parlamentares em Defesa do Orçamento), o Coronel Nishikawa (PSL) move ação para que sejam revistos contratos do governo paulista, sobre compras de equipamentos em medicamentos para combate à Covid-19.

PODERIA SER A FURP

Os contratos ultrapassam R$ 400 milhões e o entendimento é de que boa parte dos produtos poderia ser oferecida pela Furp (Fundação para o Remédio Popular), estatal paulista que estaria produzindo apenas 40% de sua capacidade total.

MEDIDAS PREVENTIVAS

Entre outros deputados do PDO, está Ed Thomas (PSB) da região de Prudente. A ação judicial faz parte das medidas preventivas de fiscalização dos gastos autorizados pelo governador João Doria (PSDB) durante a pandemia.

Veja também