Publicidade

PELA TERCEIRA VEZ

PRUDENTE - Homéro Ferreira

Data 28/04/2020
Horário 03:08

Wellington Bozo se manifesta à Câmara Municipal para que venha a ser novamente empossado como vereador, pela terceira vez na presente legislatura. Desta vez, em razão da vacância do cargo com a morte do vereador Natanael Gonzaga.

AS OUTRAS VEZES

Na condição de suplemente pelo PSDB, Bozo esteve como vereador quando Izaque Silva foi exercer o cargo de deputado federal e depois na ida de Rogério Galindo para a Secretaria Municipal de Relações Institucionais.

NO MESMO NINHO

Naquela época, todos estavam no mesmo ninho tucano, na condição de eleitos pelo PSDB, inclusive Natanael Gonzaga. Na recente janela partidária, Izaque Silva foi para o Patriota e Wellington Bozo para o MDB.

O QUE SE DISCUTE

Bozo é o suplente imediato de Gonzaga, mesmo tendo deixado o PSDB? Com a vacância, estaria apto juridicamente para ocupar o cargo ou seria de quem permanece no partido, no caso Wladimir Cruz?  É assunto para o Jurídico da Câmara conduzir.  

DISPOSITIVOS LEGAIS

No documento enviado ontem à Câmara, dirigido ao presidente Demerson Dias (PSB), Bozo cita a Constituição Federal, o Código Eleitoral e resoluções do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para requerer que seja empossado no cargo.

DEPOIS DE 36 DIAS

A retomada do expediente da Prefeitura está anunciada para esta terça-feira, com os serviços internos das 8h às 17h e o atendimento público das 8h às 14h. A suspensão foi feita há 37 dias, em 23 de março, com a manutenção dos serviços essenciais.

DECRETO SUSPENSO

O decreto que deveria entrar em vigor hoje, para a retomada das atividades econômicas de Prudente, foi publicado há cinco dias. Geralmente, os decretos entram em vigor na data da sua publicação. Nesse intervalo de tempo, a Justiça suspendeu o decreto.

VÁRIAS ASSINATURAS

Outra curiosidade é de que o decreto tem 20 outras assinaturas, além do prefeito Nelson Bugalho (PSDB). Até ontem à tarde, a publicação era mantida no Diário Oficial de Presidente Prudente, mas o site da Prefeitura informava a suspensão judicial.

APRECIAÇÃO HOJE

Na Assembleia Legislativa de São Paulo, hoje Mauro Bragato (PSDB) preside a reunião das comissões permanentes que irão analisar o projeto de redução de 30% dos salários dos deputados e em 20% os dos comissionados, entre outras providências.

VISANDO DERRUBAR

Ao anunciar projeto para derrubar decreto do governador João Doria (PSDB), visando à retomada das atividades econômicas, o deputado Gil Diniz (PSL) diz que tem apoio de outros colegas, dentre os quais cita Ed Thomas (PSB).

BOCA NO TROMBONE

Passados mais de três meses de erosão formada na canalização do Córrego do Bacarin, os vereadores presidente Demerson Dias (PSB) e Mauro Neves (Podemos) cobram informações da administração municipal sobre as providências.

ALÉM DE INFORMAÇÕES

Dias e Neves querem informações e cópias do processo administrativo de compra de materiais ou do processo licitatório para tal finalidade, deixando entender ser um problema que era para já ter sido resolvido.

Veja também