Plano Safra 2020-2021 incentiva agricultura sustentável

Para esta edição, o governo destinou R$ 236,3 bilhões; Sicredi Rio Parará é uma das instituições que auxiliam na conquista do recurso

PRUDENTE - GABRIEL BUOSI

Data 26/06/2020
Horário 06:01
 AI Sicredi Rio Paraná: Jorge diz que valores são suficientes para financiar e aprimorar safra regional
 AI Sicredi Rio Paraná: Jorge diz que valores são suficientes para financiar e aprimorar safra regional

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento anunciou que o governo destinou para o Plano Safra 2020-2021 o valor de R$ 236,3 bilhões para o incentivo à produção agropecuária sustentável, atividade considerada como essencial e que garante o caminho para a sustentabilidade. O valor é R$ 13,5 bilhões a mais em relação ao destinado em 2019 e conta ainda com o seguro rural, uma garantia para o produtor no valor de R$ 1,3 bilhão. “É assim, com a esperança da superação, que o agro prospera e segue fortalecendo o Brasil e os brasileiros”, apontou o Ministério. O Sicredi Rio Paraná, na região de Presidente Prudente, é uma das instituições que facilita o acesso ao recurso, que pode ser usado, por exemplo, para aprimorar produções de batata-doce, arroz e bovinos, mas também ampliar edificações rurais e conquistar tratores.

O presidente da cooperativa Sicredi Rio Paraná, Jorge Guedes, em entrevista a este diário, afirma que o plano em questão é o momento em que o governo tenta planejar a próxima safra, de forma que disponibiliza o volume de recursos de fontes de financiamentos que tem previstos para o ano, as linhas de crédito que tem interesse em patrocinar e incentivar, e a fixação dos juros que serão praticados pelo sistema financeiro. “Os valores anunciados em R$ 236 bilhões são suficientes para financiar a safra e ampliar a agricultura regional”, comenta.

Para os pequenos produtores, por meio do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) foram destinados R$ 33 bilhões, com juros entre 2,75% e 4%, enquanto que para o médio produtor, por meio do Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) serão também R$ 33 bilhões, mas com juros de 5% ao ano. Os demais produtores e cooperativas agropecuárias ficarão com a quantia de R$ 170 bilhões, e juros em 6% ao ano, somando o montante de R$ 236 bilhões, conforme Jorge.

Fomento à agricultura regional

De acordo com o presidente da cooperativa, no último Plano Safra o Sicredi Rio Paraná contou com 1.273 operações de crédito rural, somando R$ 152 milhões. Entre os atendimentos, e que são algumas das opções para os interessados, estavam atividades ligadas às produções de: arroz, abacaxi, batata-doce, mandioca, soja, mas também de bovinos e reformas em edificações rurais, granjas e conquista de tratores. Mesmo sem os números específicos para esta edição do plano, a expectativa é de que haja um aumento em relação ao anterior.

“Os interessados precisam manifestar o interesse já no começo desse período de safra, pois a partir de agosto começaremos a fazer as liberações”, aponta Jorge. Ele comenta que é possível encontrar nas agências um gerente de agronegócios e que poderá ajudar o produtor interessado em todo o processo.

SERVIÇO
Com 30 anos de atuação, o Sicredi Rio Paraná está instalado no Noroeste do Paraná e sudeste de São Paulo. São 24 agências instaladas, entre elas as unidades na região: Teodoro Sampaio, Primavera, Presidente Epitácio, Presidente Venceslau, Presidente Prudente, com duas agências, Pirapozinho, Mirante do Paranapanema. O site da cooperativa para mais informações é o www.sicredirioparana.com.br.

 

Sicredi disponibiliza recurso para pagamentos no WhatsApp
 

 

 

 

Veja também