Polícia Civil captura suspeito de feminicídio em Panorama

Franciele Martins Domingues da Conceição foi morta a pauladas; homem estava escondido no mesmo bairro onde houve o crime

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 19/05/2020
Horário 09:58
Polícia Civil - Na delegacia, homem reservou do direito de só se manifestar em juízo Foto: Polícia Civil - Na delegacia, homem reservou do direito de só se manifestar em juízo

A Polícia Civil prendeu o homem apontado como o autor do assassinato de Franciele Martins Domingues da Conceição, 32 anos, morta a pauladas em Panorama. Ele foi preso no final da tarde de segunda-feira, no mesmo bairro onde ocorreu o crime.

A morte foi registrada no domingo, no bairro Marrecas. Desde então, o homem de 34 anos era considerado foragido e a Polícia Civil abriu inquérito policial de homicídio qualificado – feminicídio. Ainda, solicitou à Justiça o pedido de prisão temporária do acusado.

Como noticiado por este diário, durante a segunda-feira as polícias Civil e Militar faziam buscas para localizar o homem. No período da tarde, durante ação policial, agentes conseguiram localizar e prender o acusado.

Conforme a Polícia Civil, ele estava escondido numa residência, ainda no mesmo bairro onde houve a morte de Franciele.  O homem foi conduzido para a delegacia de polícia, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão temporária expedido pelo prazo de 30 dias.

Consta ainda que o suposto autor permaneceu em silêncio, reservando do direto de só se manifestar em juízo. A Polícia Civil tem agora prazo inicial de 30 dias para relatar inquérito, onde aguardará as conclusões dos laudos periciais solicitados. Solicitando posteriormente pela conversação da prisão do suposto autor para a prisão preventiva. 

MORTA A 

PAULADAS

Franciele Martins Domingues da Conceição, 32 anos, foi morta a pauladas na noite de domingo em Panorama. O suspeito de ter cometido o crime é o marido da vítima, que estava foragido. Conforme a Funerária São Vicente, a mulher foi sepultada ontem, em Paulicéia, cidade vizinha de onde residia.

De acordo com a Polícia Civil, a agressão ocorreu após uma discussão entre o casal. Durante a briga, uma mulher que passava ao redor viu o momento em que o homem agredia a companheira com um pedaço de pau. A testemunha chegou a gritar com o autor, que largou a arma e fugiu após a vítima cair ao solo.

Depois de levar os golpes, a mulher foi deixada no terreno da Rua Antonio Teixeira Lima, bairro Marrecas. Ela ainda estava com vida quando foi socorrida pela ambulância ao pronto-socorro da santa casa de Panorama. Porém, não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a Polícia Militar, ela estava com ferimentos graves na cabeça e na face.

A Polícia Civil abriu inquérito sobre feminicídio e homicídio qualificado. A natureza da discussão ainda é desconhecida.

O pedaço de pau utilizado para agredir a mulher foi encontrado na cena do crime e apreendido. Trata-se de um cabo de machado, de aproximadamente 60 cm. Segundo a Polícia Civil, a arma será periciada pelo IC (Instituto de Criminalística). Os dados coletados serão confrontados com os ferimentos da vítima, após laudo do IML (Instituto Médico Legal).

HISTÓRICO DE

AGRESSÃO

Segundo declarações da testemunha, uma mulher de 35 anos, o autor das agressões seria o marido da vítima. De acordo com a Polícia Civil, o acusado é egresso do sistema prisional. Contra ele há registros anteriores de violência doméstica envolvendo a esposa.

Após o crime o autor fugiu, mas foi localizado na segunda-feira após investigações da Polícia Civil.

Veja também