PRAGAS

O Espadachim, um cronista com lenço e documento

OPINIÃO - Sandro Villar

Data 26/06/2020
Horário 05:30

Não bastassem as pragas que já assolam o Brasil, eis que pode estar a caminho uma nuvem de gafanhotos. Mas, neste caso, há a esperança de que os 40 milhões de gafanhotos (como foi feita a contagem?) podem poupar o Brasil, de acordo com o chargista Latuff. Em uma charge demolidora, ele desenhou o líder dos gafanhotos, a nuvem dos insetos e, ao lado, o Bolsonaro rodeado de coronavírus.

"Pessoal, vamos pro Uuruguai! O Brasil já tem praga suficiente", diz o líder barrado e encurralado por Bolsonaro, desenhado com cabeça de gente e corpo de inseto, parecendo gafanhoto. Humor sério do Latuff e tomara que os gafanhotos desistam de invadir o Brasil, pois o país já tem praga suficiente, como lembrou o chargista.

E que pragas! Além da pandemia da Covid-19, uma praga letal, há outras pragas, como a dengue, que também mata centenas de patrícios, a praga da fome, do desemprego, da ignorância, da intolerância e talvez a mais terrível de todas as pragas: a do ódio. Esta última pode durar muito tempo para desaparecer, talvez gerações, segundo o notável ator argentino Ricardo Darin.

E como desgraça pouca não é bobagem, há também a possibilidade de o Brasil ser assolado por uma nuvem de poeira vinda do deserto do Saara, lugar onde a cuíca ronca quando se trata de tempestade de areia. É por isso que o Homem-Areia reusou convite para visitar o Saara sem gastar um tostão.

Oremos para que a nuvem de poeira não chegue aqui, pois, caso contrário, seria prudente confeccionar outro modelo de máscara, uma mais ampla para também proteger os olhos e "as zorelhas". Fico a imaginar se o Brasil merece tanta desgraça. O que fizemos? Seria o Brasil do século 21 - ou XXI, como queiram - o Egito do faraó Ramsés II, que escravizava os hebreus liderados por Moisés? Ao que parece, as pragas no Brasil já se aproximam de dez, o mesmo número registrado no Egito, onde o faraó se meteu a besta com Deus e entrou bem.

Sugiro que convidem o seu Chico (o Papa) para benzer o Brasil, mesmo que seja de forma simbólica, com a colaboração de líderes de outras religiões. A bordo de um helicóptero grande, seu Chico & amigos poderiam espargir água benta aqui para baixo. Praga boa mesmo é a capital da República Checa, onde nasceu Kafka, que o inefável Weintraub chamou de kafta, um dos pratos da culinária árabe.

 

DROPS

 

​Weintraub torturou as letras no MEC e cabe a pergunta: também torturará os números no Banco Mundial?

 

Filme da Semana no Cine Brasil: Fuga para Miami, estrelando Fujão e grande elenco.

 

Moraes sabe o que madame Winter fez no inverno passado.

 

Se o desmatamento continuar nesse ritmo, breve o Meio Ambiente será Mínimo Ambiente no Brasil.

 

Em tempo: toras amontoadas não deixam dúvidas sobre a destruição das árvores.

Publicidade
eixosp

Veja também