Previsões Para o Segundo Semestre

Sandro Villar

O Espadachim, um cronista com fins lucrativos

CRÔNICA - Sandro Villar

Data 20/05/2021
Horário 05:30

Se vocês acham que fazer previsões é coisa exclusiva de profetas e videntes, estão redondamente enganados. Cronista metido a besta também adora prever o futuro ainda mais no Brasil. 
Vai daí que O Espadachim se reserva o direito e até o esquerdo de meter o bedelho nessa questão para dar palpites, sem palpitação, sobre assuntos tão palpitantes.
Vamos começar falando sobre ricos e pobres. Os ricos ficarão ainda mais endinheirados no segundo semestre de 2021, enquanto os pobres continuarão na maior pindaíba ainda mais depois que o nosso amado governo estuprou a CLT e aprovou a reforma trabalhista. 
Pobre não consegue mais nem comprar gás de cozinha, cujo botijão chega a custar mais de R$ 100 em alguns Estados. E a gasolina? Precioso líquido! Dependendo da região, um litro custa mais de cinco mangos, como dizia a cantora Aracy de Almeida, referindo-se ao dinheiro. Pobre deixa o carro na garagem e vai trabalhar a pé ou de ônibus.
Para os pobres, o Brasil está do jeito que Deus não gosta e, com essa situação, mais de 110 milhões de compatriotas, a maioria patriotas, passam fome, o que é uma vergonha inominável. Ainda bem que várias empresas e entidades, como a Cufa (Central Única das Favelas), se mobilizaram e arrecadaram toneladas de alimentos.  
E muitos ricos, bilionários superendinheirados (vá lá o termo), nem moram mais no Brasil. Como bem disse a jornalista Hildegard Angel, eles passam temporadas por aqui, em seus apartamentos luxuosos à beira-mar, e voltam em seus jatos para suas mansões em Miami e na Suíça. Eles estão pouco se lixando para o Brasil. Só querem a grana de suas empresas instaladas no país. 
E as eleições? Afinal, teremos ou não eleições em 2022? Apesar da minha competência como vidente, acho melhor não comentar este assunto a fundo por enquanto. Lula e Bolsonaro estão bem nas pesquisas, com a diferença de que o petista disparou nas intenções de voto na pesquisa do Datafolha, fato sonegado por setores do Jornazismo. Esses babacas querem tapar o sol com a peneira. Jornalista que briga com a notícia não é jornalista.
Ganhe quem ganhar o fato é que, depois do estrago feito nos últimos anos, o Brasil vai precisar de muito tempo para se recuperar, talvez uns 20 anos.   
Nas artes, especialmente na televisão, certamente serão lançados novos talk shows comandados por apresentadores incultos e obscurantistas, com as bênçãos do $$.
Já no que tange à música não deve surgir nenhum talento extraordinário, como um grande cantor ou compositor. Será a mesmice de sempre, mas não descarto o surgimento de mais um MC Ostentação, com  correntão de ouro no pescoço e tatuado da cabeça aos pés. 
O sertanojo, como dizia o compositor Lourival dos Santos referindo-se aos novos "sertanejos", deve continuar no topo praticamente sem concorrentes, a não ser a estonteante Anitta e, como previ acima, algum MC Ostentação.
 
DROPS

O Ministério da Saúde adverte: Estuprar a democracia causa infecção urinária.
(Bessinha, humorista)

Sou a favor da guerra... contra a fome.

Ostentação é ostentar um botijão de gás em cima de uma Ferrari.

AraUSA disse na CPI do Genocídio que não hostilizou a China. Foi desossado pela senadora Kátia Abreu, com quem a esquerda tem muito o que aprender.
 

Veja também