Próspero 2022

OPINIÃO - Renato Mungo

Data 21/12/2021
Horário 05:00

Fim de ano e suas reflexões! Neste momento, paramos e refletimos sobre as perdas e conquistas e, claro, projetos para o futuro próximo!  Onde devemos avançar e de que maneira isso pode ser feito? Quais são as reformas estruturantes essenciais? Enfim, o que queremos comemorar no final de 2022? Diga-se de passagem, um ano eleitoral...
Como sabido, 2021 chegou inquieto, introspectivo e com muitos desafios a serem enfrentados em sua bagagem. Não foi fácil encarar uma pandemia pelo segundo ano consecutivo, mas em vista de 2020, obtivemos mais conquistas (obviamente, nada se compara às vidas perdidas), visto pela vacinação em massa, o controle da transmissão, a queda de pacientes-Covid internados e o retorno gradual da economia. Ufa... sobrevivemos!
Vimos a importância de termos um governo agente integrador da sociedade, o qual priorize ações que fortaleçam os pequenos e médios negócios; o empreendedorismo como o único caminho para uma região pujante, estabelecendo políticas de retenção e atração de negócios, o chamado “ambiente favorável”. Afirmamos, ainda, que a sociedade atuando de forma enérgica ao pode público, e todos integrados nesse ecossistema, pode gerar resultados expressivos para a econômica local.
Você deve ter me acompanhado quinzenalmente nesse espaço cedido pelo jornal O Imparcial, onde abordei sobre diversos temas de cunho ao desenvolvimento socioeconômico regional, dentre: reivindicações em busca do retorno do comércio local; Pontal 2030; empreendedorismo; desafios do pequeno e médio empreendedor; Fundo Partidário; concessão do Aeroporto Adhemar de Barros e Receita Federal em Prudente; regularização fundiária no Pontal; alternativas para o retorno da ferrovia; reflexos dos pedágios na região; turismo religioso; Lei de Liberdade Econômica; e melhorias na comunidade por meio do cooperativismo. 
Hoje me despeço como presidente-articulista da UEPP nesse caderno, e passo a missão ao amigo José Maurício Leme Jr., que assumirá a presidência em janeiro. Deixo aqui o meu fraterno abraço e agradecimento a todos que compartilharam seus pensamentos, sugestões e críticas ao longo de 2021.  
Desejamos um novo ano de realizações, e que possamos cada dia mais entender a relevância que possui o engajamento de cada cidadão na elaboração de políticas públicas, afinal é nosso dinheiro! Um próspero 2022 a todos nós, prudentinos!
 

Veja também