Prossiga com os treinos no inverno

Jair Rodrigues Garcia Júnior

Foto:

O inverno chegou. Vista uma blusa e conte também com o efeito termogênico (produção de calor) do exercício físico, seja na rua, academia ou em casa. Principalmente neste inverno de 2020, depois de três meses com atividades reduzidas em razão das medidas de isolamento social, manter o treinamento faz muita diferença.

TERMOGÊNESE ADAPTATIVA
Manter a temperatura corporal entre 36 e 37 oC é imperativo para o corpo, por isso há mecanismos que garantem essa estabilidade mesmo naquele ambiente de frio desconfortável. Um destes mecanismos é a termogênese adaptativa, que corresponde à ativação de proteínas (UCP, SERCA etc) que gastam energia e produzem calor.

METABOLISMO
O calor corporal “roubado” pelo frio deve ser produzido internamente, já que as roupas e cobertores não têm calor próprio e apenas “bloqueiam” a perda. Estímulos para produção de calor vêm dos hormônios noradrenalina e triiodotironina (T3) que aceleram o metabolismo, ou seja, intensificam as reações químicas celulares, aumentam a utilização de carboidratos e gorduras para produção de calor. Em alguns casos, a atividade muscular involuntária – tremores e calafrios –também aumenta a produção de calor.

INATIVIDADE
Estudo que comparou as atividades da estação quente com a de inverno demonstrou que, neste último, as pessoas gastam, em média, 35 min/dia a mais em atividades puramente sedentárias, 29 min/dia a menos em atividades leves e 6 min/dia a menos em atividades moderadas ou vigorosas. As diferenças são ainda maiores nos finais de semana, que são convidativos à inatividade física.

   

CLIMA PARA PERDA
Curioso que as pessoas, em geral, ganhem peso no inverno. Fisiologicamente, é um período propício para a perda de peso, pois há maior utilização dos carboidratos e gorduras para produção de calor. Na lógica, o que se come seria utilizado e não armazenado. Além disso, as reservas de gordura seriam utilizadas e diminuiria o tecido adiposo. Porém, as pessoas tendem a comer em excesso e o equilíbrio energético fica positivo. Com bom controle da dieta a perda é o que deve ocorrer.

CORRER À FRENTE
É o que fazem os vencedores. Neste caso significa consumir os alimentos adequados, nas quantidades necessárias ou até fazer uma pequena restrição. Significa não estar com peso em excesso e continuar a praticar 1 h diária de exercícios físicos durante o inverno. Adapte o vestuário, dê preferência para ambientes fechados, cuide da hidratação e, ao terminar o treino, mesmo com o corpo ainda quente, agasalhar-se bem.

Fisiologicamente, é um período propício para a perda de peso.

 

 

Veja também