Prudente deve ganhar escritório de projetos do IPT

Instituto é um dos mais importantes atores de pesquisa científica do país

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 23/10/2020
Horário 04:05
Cedida - Sede do Instituto de Pesquisas Tecnológicas fica em São Paulo
Cedida - Sede do Instituto de Pesquisas Tecnológicas fica em São Paulo

Nesta semana, o presidente do Conselho Curador da Fundação Inova Prudente, secretário municipal de Tecnologia da Informação, Rogério Marcus Alessi, esteve no escritório do deputado estadual Mauro Bragato (PSDB), onde solicitou apoio para a instalação de um escritório de projetos do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) de São Paulo, um dos mais importantes atores de pesquisa científica do país. Na oportunidade, também pediu recursos financeiros para lançar um edital de apoio para compartilhar laboratórios do instituto e seus pesquisadores no fomento à pesquisa acadêmica e empresarial local.
No encontro também estiveram presentes o gerente regional do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), José Carlos Cavalcante; o consultor do órgão, Eliezer Sales Ramos; além do diretor regional da Secretaria de Desenvolvimento Regional, Francisco Torturello, que representou o secretário Marco Vinholi, para uma conversa sobre o fortalecimento do Polo Tecnológico na região. A aproximação entre a Fundação Inova Prudente e o IPT teve início após o credenciamento da Inova Prudente junto à RPCITec (Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica).
Para viabilizar a parceria e lançar um programa de apoio, Alessi solicitou ao deputado recurso no valor de R$ 1 milhão — R$ 500 mil para a Fundação Inova Prudente desenvolver projetos tecnológicos e pagar bolsa-auxílio a pesquisadores, e outros R$ 500 mil em ações do IPT para compartilhamento dos laboratórios e pesquisadores. O resultado deste convênio seria a publicação de um edital de chamamento para que projetos, principalmente oriundos da pós-graduação das instituições de ensino da cidade, possam ter o instituto e seus pesquisadores e laboratórios como parceiros no desenvolvimento de pesquisa para aprimorar projetos inovadores. Segundo o secretário, “é preciso garantir apoio científico às pesquisas em desenvolvimento na cidade, e o IPT tem laboratórios e pesquisadores altamente qualificados, que podem ajudar na produção e aprimoramento da pesquisa local”.

Desevolvimento tecnológico

Conforme o diretor presidente do IPT, Jefferson de Oliveira Gomes, o instituto está construindo projeto para atuar na região por meio da parceria com a Inova. “O Centro de Inovação é agente-chave, que tem se destacado na forma como tem articulado as diversas instituições de inovação do local e do Estado, para ampliar as ações do polo e gerar inovação e valor para as empresas e a localidade. O projeto colocará as capacitações laboratoriais e de pesquisa do instituto para acelerar os desenvolvimentos tecnológicos das startups e MPEs [micro e pequenas empresas] da localidade".  
Bragato afirma que trabalhará para viabilizar a destinação desse recurso, tendo em vista que a região é um polo tecnológico muito importante para o Estado, além de estar estrategicamente localizada entre os Estados do Paraná e do Mato Grosso do Sul. Ainda, ressaltou que a conquista do credenciamento da Inova junto à Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica do Estado já é um grande feito para a região, que reconheceu a produção e articulação com pesquisa e inovação, conecta empreendedores a outros CITs (Centros de Inovação Tecnológica) e pode garantir repasse de recursos do Estado em 2021.
Para o consultor de ambientes de inovação, Luis Isique, que conduziu o estudo que resultou no credenciamento, o feito inédito na região mostra a qualidade do trabalho realizado, sobretudo, nos últimos 3 anos. Agora são nove os CITs credenciados no Estado: Jundiaí, Marília, Indaiatuba, Guarulhos, Bauru, Rio Claro, Guarujá, Embraer e Presidente Prudente.

Próximos passos

Nos próximos dias serão realizadas reuniões com coordenadores de pesquisas das maiores instituições de ensino locais, para que os técnicos e pesquisadores do IPT conheçam a produção acadêmica da cidade. Depois disso, de acordo com o secretário de Tecnologia, será necessária a efetivação da emenda orçamentária para 2021 e a elaboração do edital que permitirá a inscrição dos projetos que receberão apoio de ambas as instituições. "O IPT entra com sua expertise em pesquisa e a Inova com a articulação junto ao ecossistema local e o pagamento das bolsas", explica Alessi.

Veja também