Prudente inicia aplicação da 1ª dose de reforço contra Covid-19 em jovens de 12 a 17 anos

Estimativa é de que há 17 mil pessoas nessa faixa etária no município; público já pode buscar uma das 27 unidades de saúde para receber imunizante

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 30/05/2022
Horário 17:00
Foto: Arquivo/Secom
Jovens entre 12 e 17 anos que tenham tomado a 2ª dose há quatro meses já podem receber reforço
Jovens entre 12 e 17 anos que tenham tomado a 2ª dose há quatro meses já podem receber reforço

A VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), por meio das 27 unidades de saúde de Presidente Prudente, deu início à aplicação da primeira dose de reforço (ou 3ª dose) contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos de idade, conforme a diretriz do Ministério da Saúde.

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, a estimativa é de que há 17 mil pessoas nessa faixa etária em Prudente. Desse total, 16.945 receberam a primeira dose e 15.159 já estão com as duas doses.

De acordo com a coordenadora técnica de saúde, Vânia Maria Alves, jovens entre 12 e 17 anos que tenham tomado a segunda dose há quatro meses já podem tomar a dose de reforço. O atendimento das unidades acontece das 7h30 às 16h30.

Para o esquema vacinal deste público, serão utilizados imunizantes da Pfizer e Coronavac, os dois aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para este público, conforme disponibilidade nas unidades de saúde. No caso dos adolescentes imunocomprometidos, apenas a vacina da Pfizer deve ser utilizada.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) aplicou 553.574 doses desde o início da campanha. O vacinômetro municipal desta segunda mostra que 202.706 prudentinos já receberam as duas doses ou aplicação em dose única do imunizante contra a Covid-19, o que representa 94,28% do público vacinável. Já a primeira dose adicional foi aplicada em 122.794 pessoas, o que significa 57,11% dos munícipes acima dos 12 anos.

Já a primeira dose pediátrica da vacina foi administrada em 13.708 crianças entre cinco e 11 anos, o que representa 76,63% do público estimado para esta faixa etária. Referente à segunda dose pediátrica, foram registradas 9.253 aplicações, ou seja, 51,72% do estimado.

Veja também