Prudente tem superávit de R$ 19 mi nos cofres

PRUDENTE - Da Redação

Data 02/10/2017
Horário 12:20

A Sefin (Secretaria Municipal de Finanças) de Presidente Prudente realizou sexta-feira o ato público de prestação de contas referentes ao segundo quadrimestre de 2017. Conforme exposto na audiência, que ocorreu no Plenário Doutor Francisco Lopes Gonçalves Correia, na Câmara, até 31 de agosto, a Prefeitura tem superávit orçamentário de R$ 19 milhões.

O saldo em banco é de R$ 104.841.106,52, sendo R$ 81.459.679,55 de recursos próprios e R$ 23.381.426,52 de vinculados, além de R$ 381.155.274,55 já arrecadados até agosto, o que corresponde a 70,58% da receita inicialmente prevista para 2017, que é da ordem de R$ 540 milhões.

“Diante deste cenário, apesar do declínio do superávit está tudo dentro do que foi previsto e nos próximos quatro meses deve atingir os 540 milhões. Nosso desafio de tornar o gasto eficiente vem sendo atingido, uma vez que a evolução geral da despesa teve um acréscimo de 0,79% em relação ao exercício passado”, afirmou o secretário da Sefin, Cádmo Lupércio Garcia.

Durante a audiência, diante de um questionamento, foram destacadas pelo secretário de Administração, Alberico Bezerra de Lima, as providências para a redução e otimização das despesas de custeio no âmbito do Executivo, conforme decreto assinado em janeiro pelo prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB).

“Podemos destacar a diminuição dos gastos com combustíveis para os veículos oficiais com o desenvolvimento do sistema de malote, alterações no PABX para ligações feitas com celular, controle na folha de pagamento, ou seja, a Prefeitura tem feito ações de gestão para diminuir o custeio”, enfatizou.

O chefe da pasta de Finanças destacou ainda as cifras investidas em Educação e Saúde, que por sua vez figuram acima do percentual obrigatório por lei, que é de 25% e 15%, respectivamente. No primeiro, foram aplicados R$ 76.540.934,79, o que atinge 29,73%, enquanto que no segundo foram R$ 62.770.998,39 (24,64%).

Antes de dar por encerrada a audiência, Cadmo lembrou que Prudente obteve a 8ª posição no Estado e 36ª do país no IFGF (Índice Firjan de Gestão Fiscal) de 2017, tendo como ano base de 2016. “Apesar da crise econômica, estamos sempre trabalhando para controlar o custeio, manter superávit e por consequência ótimos índices de gestão fiscal”, finalizou.

Com Secretaria Municipal de Comunicação

Veja também