Prudentina mora no Camboja

Sinomar

Quesede Eger dos Santos realiza trabalho missionário no país asiático

COLUNA - Sinomar

Data 19/08/2020
Horário 04:36
Junto com o marido Flávio, ela desenvolve um projeto de prevenção e combate ao tráfico humano e exploração sexual
Junto com o marido Flávio, ela desenvolve um projeto de prevenção e combate ao tráfico humano e exploração sexual

Conversei ontem com Quesede Eger dos Santos, prudentina que faz trabalho missionário desafiador no distante Camboja, país asiático que passou por guerras avassaladoras e um verdadeiro genocídio que dizimou 1/3 de sua população. Filha de d. Ilze e do pastor Jeremias (Casa de Oração), ela e o marido Flávio desenvolvem um projeto de prevenção e combate ao tráfico humano e exploração sexual. Será entrevistada para uma das próximas edições da revista Domingo, publicação semanal desse jornal. 

Bom dia

 

"Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo". Martin Luther King

Boa notícia

Usina Cocal, de Narandiba, desenvolve projeto de uma planta industrial para produção de Co2, muito utilizado na fabricação de refrigerantes e cervejas – a partir do biogás extraído da cana. Muito bom para a região!

Prodígio

Mateus de Lima Costa Ribeiro tem apenas 19 anos e faltam poucos dias para conseguir um feito inédito: ser o aluno mais jovem a ingressar no mestrado em Direito da renomada Universidade de Harvard (EUA). Em breve ele mudará para os Estados Unidos, onde começará um novo ciclo de estudos para a sua carreira de advogado.
O jovem estudante brasiliense foi aprovado no vestibular de Direito da Universidade de Brasília quando nem tinha iniciado o ensino médio, com 14 anos. Aos 18 anos, foi aprovado na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), tornando-se então o mais jovem advogado do país. Logo após, foi o mais jovem advogado no mundo a fazer uma sustentação oral diante da Suprema Corte, quando falou, em novembro de 2018, aos ministros ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Atividade essencial

Em meio à pandemia, o que realmente é essencial? A princípio, serviços de saúde humana e animal, comércio farmacêutico, mercado, entre outros. E como a construção civil se enquadra no que foi definido por governos e prefeituras? Economicamente falando, se enquadra e muito. De acordo com a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção, o setor impacta diretamente outros 97 segmentos da economia, além de empregar 2 milhões de trabalhadores com carteira assinada. O PIB (Produto Interno Bruto) de 2019, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), aumentou 1,1% chegando a R$ 7,257 trilhões. Já o PIB da construção civil fechou o ano com crescimento de 1,6% ou uma alta de 5,4 pontos percentuais na comparação com 2018.

Foto: Thyane/Trizkids
médica Tatiana Andrade
A médica Tatiana Andrade, linda gestante a duas semanas da chegada do primeiro filho, Miguel
 

Veja também