Psol oficializa candidatura de Professora Evelyn para vice-prefeita de PP

Legenda irá compor chapa com candidato do PT à Prefeitura, Luis Valente; além disso, lançou seis candidaturas ao Legislativo, sendo uma delas com proposta de mandato coletivo

PRUDENTE - MARCO VINICIUS ROPELLI

Data 14/09/2020
Horário 11:54
Cristina Kazumi - Militância participa da convenção que definiu Evelyn (de vermelho) como vice do petista Luis Valente (de branco)
Cristina Kazumi - Militância participa da convenção que definiu Evelyn (de vermelho) como vice do petista Luis Valente (de branco)

Ocorreu na manhã de ontem, no Centro Cultural Matarazzo, em Presidente Prudente, a convenção do Psol (Partido Socialismo e Liberdade), na qual, conforme explica o dirigente municipal da legenda, Tiago da Fonseca, 37 anos, foi oficializada a candidatura da professora Evelyn Cristina Ferreira Paula, 41 anos, ao cargo de vice-prefeita.

“O nosso intuito é fazer uma candidatura de esquerda, com pauta participativa em defesa da democracia, visando os interesses de toda a população, não somente da burguesia, como nos governos anteriores”, afirma Evelyn. 

A candidata à vice acredita que a união firmada entre o Psol e o PT (Partido dos Trabalhadores), sob o lema de “Frente Prudente Popular”, é a única “verdadeira proposta de oposição”. “Nossa proposta é de um mandato representativo da população que mais foi prejudicada pelas decisões equivocadas nas eleições anteriores e a proposta de um mandato popular firmado sobre a cultura, arte e educação”, completa. Na coligação com o PT, Evelyn estará ao lado de Luis Valente, confirmado como candidato à prefeito hoje, em convenção partidária online.

Sobre a convenção do Psol, Tiago afirma que estiveram presentes cerca de 20 filiados ao partido em Presidente Prudente, além de ter havido acompanhamento virtual por parte dos membros do diretório estadual da legenda. Para as eleições proporcionais, o partido decidiu pelo lançamento de seis candidaturas, sendo quatro homens e duas mulheres.

Para uma das vagas ao cargo de vereador(a), o Psol apresenta a proposta de mandato coletivo. Lança duas mulheres, representando a comunidade LGBTQIA+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros ou Transexuais, Queers, Intersexuais, Assexuais e mais). Apesar de apenas um nome ser registrado na candidatura, duas pessoas serão candidatas à mesma cadeira do Legislativo. 

Candidatos a vereadores

Ana Rita França e Iasmin Freitas (mandato coletivo da diversidade), Marcos Mendes, Leonardo Godoy e Professor Mabilon. Outros dois candidatos selecionados na convenção do partido ainda não tiveram os nomes confirmados pelo diretório municipal. 

Veja também