Quais as estratégias com o fim do calendário escolar?

Secretaria Municipal de Educação esclarece as principais dúvidas das famílias em relação à aprovação/reprovação das crianças e planos para a aprendizagem local

PRUDENTE - GABRIEL BUOSI

Data 08/11/2020
Horário 09:55
Freepik - No retorno das aulas presenciais, alunos passarão por avaliação diagnóstica
Freepik - No retorno das aulas presenciais, alunos passarão por avaliação diagnóstica

Com a chegada do fim do ano, muitas são as famílias que apresentam os mesmos questionamentos em relação à aprendizagem das crianças neste ano atípico que foi 2020. Entre eles: como ficam as avaliações dos professores em relação a cada aluno? É possível que meu filho reprove de ano? Houve prejuízos educacionais nestes meses de pandemia? O que o município fará para acompanhar a situação individual de cada criança? Por causa dessas e inúmeras outras perguntas, a reportagem preparou um material especial com a Secretaria Municipal de Educação de Presidente Prudente para esclarecer o canário daqui para frente. Atualmente, 18.731 alunos compõem a rede municipal, sendo 9.205 do ensino fundamental e 9.526 da educação infantil.
De início, a pasta esclarece que todo o processo de organização e reorganização do calendário escolar é realizado na rede municipal através da participação de todos, ora por representatividade, ora por consulta pública. Quanto à aprovação e reprovação dos alunos, ressalta que elas estão ordenadas no Regimento Comum das Escolas Municipais, pelo Decreto 13.489/1999, mas, diante da situação de pandemia, afirma que muitos outros pontos devem ser discutidos e considerados, como, por exemplo, o acesso às salas virtuais e/ou as atividades impressas com regularidade. 
“Todas as análises e discussões a respeito já estão acontecendo e haverá uma consulta pública realizada junto aos professores do ensino fundamental nos próximos dias. Deste modo, a decisão será tomada com base na legislação e na consulta a todos os profissionais da educação do ensino fundamental”, afirma a secretária municipal de Educação, Sônia Maria Pelegrini,.

Como será a avaliação dos alunos?

De acordo com Sônia, a avaliação já ocorre com o acompanhamento da periodicidade da participação das crianças nas salas virtuais e a realização das atividades impressas por meio da devolutiva dada aos professores. Além disso, esclarece que há reuniões de Conselho de Escola com todos os professores analisando a aprendizagem e o desenvolvimento de cada criança neste processo de trabalho remoto. “No retorno das aulas presenciais, todos os alunos passarão por avaliação diagnóstica com o objetivo de levantamento dos avanços e dificuldades de cada estudante para elaborar planejamento e recuperação dos conteúdos e objetivos de aprendizagem”.
A todos os estudantes será dada a oportunidade de revisão dos conteúdos trabalhados remotamente. Os estudantes que apresentarem dificuldades em seu aprendizado terão um plano de reforço individualizado. 

O que pode levar a uma eventual reprovação

De acordo com a secretária, no ensino fundamental, a rede municipal de educação de Presidente Prudente está organizada em ciclos de aprendizagem, sendo o primeiro ciclo (1º ao 3º ano) e segundo ciclo (4º e 5º ano). As reprovações, desta forma, ocorrem apenas no final de cada ciclo, pois parte-se da premissa que o aluno tem maior tempo para adquirir os conhecimentos requeridos para cada ano escolar, por meio de estratégias pedagógicas diversificadas e reforço escolar. “A repetência ocorre nos casos de número de faltas maiores que o permitido legalmente ou quando o conselho de classe assim deliberar, levando em consideração cada aluno em particular”. 

Calendário escolar de 2021

A Secretaria Municipal de Educação, por meio da comissão do calendário composta por diversos técnicos da pasta e diretores de escolas, lembra que anualmente elabora o calendário para o ano letivo seguinte. Este ano, devido às consequências da pandemia, afirma que foi criado um Comitê Municipal de Retorno às Aulas Presenciais e um dos grupos integrantes levanta estratégias relativas à recuperação e aprofundamento da aprendizagem, bem como formação dos profissionais do Sistema Municipal de Educação buscando sanar os eventuais prejuízos da suspensão das aulas presenciais. 
Assim, no retorno das aulas presenciais, todos os alunos passarão pela avaliação diagnóstica já mencionada anteriormente.

SAIBA MAIS

Reunião discute retorno às aulas presenciais em PP; Seduc diz que não é recomendável

Prefeitura de PP distribui mais 229 cestas básicas para famílias de alunos da Seduc

Veja também