Publicidade

QUAIS AS OPINIÕES?

REGIÃO - HOMERO FERREIRA

Data 25/06/2020
Horário 05:00

O Senado dá o start para mudar a data das eleições municipais deste ano, para as escolhas de prefeito junto com o vice e de vereadores. A matéria ainda depende de apreciação da Câmara Federal. O Plantão busca opiniões da classe política local.

SÃO MAIS 42 DIAS
O adiamento que segue em debate representa 42 dias a mais de articulação eleitoral. As convenções estão previstas para o período de 31 de agosto e 16 de setembro, sendo que dez dias depois terá início a propaganda eleitoral, inclusive na internet. 

NÃO VÊ VANTAGEM
O vereador Enio Perrone, ex-presidente e atual vice-presidente da Câmara Municipal de Prudente, afirma não ver vantagem nesse adiamento. Um dos motivos é o de que as campanhas estarão prejudicadas, pelo impedimento de fazer reuniões.

MESMAS RESTRIÇÕES
Perrone entende que as votações seguirão com a mesmas restrições em relação se fossem em outubro. Tem ainda a dúvida se as datas, como a de desincompatibilizações de cargos públicos, serão mantidas. Em resumo: não é a favor do adiamento.

TRIBUNAL SUPERIOR
O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Borroso, manifestou entendimento de não reabrir as etapas, como as datas-limite para filiação partidária, fixação de domicílio eleitoral e desincompatibilização de cargos públicos.

CAMPANHA DIFERENTE
O vice-prefeito Douglas Kato (PTB) acha interessante o adiamento, por permitir uma noção maior da realidade de como estará o problema da pandemia nos próximos meses. Entende que será uma campanha diferente.

CAMPANHA IMPESSOAL
Para Kato, a campanha das eleições deste ano será impessoal, sem contato direto dos candidatos com os eleitores, como sempre foi: olho no olho. Para ele, esse será um ano no qual menos eleitores irão às urnas, em relação às eleições anteriores.

ORDEM ALFABÉTICA
Para Kato, no que ele mesmo classifica como sonho impossível, as eleições deveriam ser em quatro finais de semana, com as votações por ordem alfabética, para evitar grandes aglomerações.

FREAR O AVANÇO
O presidente do diretório municipal do PSB, Cleiton Barbalho, vê o adiamento como positivo, para dar tempo das pessoas se acostumarem um pouco mais com o novo normal, com foco em se proteger e frear o avanço da Covid-19.

SEM INFLUÊNCIA
Para Barbalho, a mudança da data das eleições não irá influenciar nos resultados, por considerar que a opinião do eleitor está bastante esclarecida. Em síntese: a torcida é pela redução do impacto da pandemia e que as eleições transcorram bem.

FALAR DE POLÍTICA
Na condição de presidente da executiva municipal do PSL em Prudente, Guilherme Piai Filizzola acha ótimo o adiamento. Para ele, no momento atual está difícil falar com eleitor e até lá espera que a pandemia esteja mais controlada.

FRUTO DA COVARDIA
Na ótica do Plantão, é salutar que a política seja debatida e que os políticos opinem; inclusive em momentos de dificuldade. A falta dessa prática sugere alienação, inclusive fruto da covardia dos que ficam em cima do muro.

Veja também