Região de Prudente segue como uma das principais produtoras de amendoim do Brasil

Cristiano Machado

COLUNA - Cristiano Machado

Data 16/07/2021
Horário 06:49
Foto: AgriculturaSP/Divulgação 
Cultura teve atraso no plantio em razão das poucas chuvas que ocorreram entre agosto e início de novembro de 2020
Cultura teve atraso no plantio em razão das poucas chuvas que ocorreram entre agosto e início de novembro de 2020

A produção de amendoim segue em destaque em Presidente Prudente e região. Dados obtidos pela coluna Oeste Agropecuário, de O Imparcial, e pelo programa de rádio “Agro & Negócios”, na 101 FM, apontam que o município e as cidades próximas produziram em 2020 o total de 4.078.876 sacas de 25 quilos, em área de 24.831 ha (hectares).
O levantamento engloba os chamados EDRs (Escritórios de Desenvolvimento Rural) de Andradina, Dracena, Prudente e Venceslau. A regional de Prudente lidera o ranking de 2020. Produziu 2.808.650,00 sacas em 15.226,00 ha. 
Na segunda posição entre os quatro está Dracena, com 866.166,00 sacas em 6.569,00. Andradina, terceira colocada, colheu 207.120,00 sacas em 1.685 ha. E, em quarto lugar da região, está a EDR de Venceslau, com 196.940 ha.

Números de Prudente
Em 2019, a área de produção de amendoim da seca, na EDR de Prudente, foi de 173,00 hectares, que resultaram em 34.315,00 sacas de 25 quilos. Já a produção de amendoim das águas em 2019, também por EDR, foi de 15.662,00 ha e 2.411.166,00 sacas de 25 quilos.
No ranking estadual, Prudente e os seus EDRs estão na quarta posição. Entretanto, estão entre as maiores produtoras do Brasil. As informações são da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de São Paulo.
Na atual estimativa, os Escritórios de Desenvolvimento Rural de Assis, Jaboticabal, Lins, Marília, Presidente Prudente, São José do Rio Preto e Tupã são as maiores regiões produtoras de amendoim do Brasil.

Estado de São Paulo tem previsão de aumento de 9,3% de área e 5,4% de produção 

Conforme o IEA (Instituto de Economia Agrícola), da Secretaria da Agricultura, o Estado de São Paulo continua sendo o maior produtor nacional de amendoim em grão, respondendo por aproximadamente 90,0% da safra brasileira. A área do amendoim no Estado tem previsão de crescimento de 9,3% em relação à safra passada, totalizando 168,4 mil hectares, e de 5,4% na produção, chegando a 658,7 mil toneladas. A expectativa de produtividade é próxima a 156 sacas de 25 kg (3,9 t/ha).
Em São Paulo, essa oleaginosa normalmente entra como opção de rotação com a cana-de-açúcar e, portanto, é importante que suas cultivares sejam de ciclo compatível com a duração do período de rotação do canavial. Aproximadamente 80,0% das lavouras de amendoim são plantadas nos intervalos de renovação da cana-de-açúcar. O amendoim teve na presente safra atraso no plantio em razão das poucas chuvas que ocorreram entre agosto e início de novembro de 2020. Seu efetivo plantio se deu a partir da segunda quinzena de novembro e se estendeu até metade de dezembro de 2020.

Divulgação

"Temos um mercado muito grande a ser explorado ainda; há um olhar muito positivo para a cultura do amendoim". 
Helder Lamberti Filho, produtor rural de Regente Feijó, em entrevista ao programa "Agro & Negócios", da Rádio 101 FM de Presidente Prudente, aos domingos, às 7h. Acompanhe pelo www.norteagropecuario.com.br


Cooperativa de crédito Sicredi transforma vidas no campo: “Melhorou demais”, diz produtor de Machado 

No próximo domingo, no programa “Agro & Negócios”, às 7h, na Rádio 101 FM de Presidente Prudente, estreia o quadro “Sicredi transformando vidas no campo”. O personagem é o produtor rural José Virgínio Alves Filho, que tem imóvel rural em Álvares Machado, na divisa com Presidente Bernardes.
Nascido no campo e, desde cedo na lida da roça, ele já trabalhou com várias culturas agrícolas ao longo da vida, na região oeste paulista. Hoje, cria gado e produz sementes de pastagens. “Este ano o ramo está ótimo. Pecuária em alta. Quando chega na época da safra, o trabalho é de segunda a segunda”, diz, com entusiasmo.
Há pouco mais de um ano, ele se tornou associado do Sicredi. E destaca o diferencial da cooperativa, que já ajudou a ter bons resultados na propriedade. “Contratei um financiamento muito bom, com juros baixos e consegui comprar gado. Foi muito bom para mim. Melhorou demais [a produtividade]. O atendimento é bom, tem o diferencial de ser uma cooperativa”.
No sistema de cooperativa, o associado é também dono do negócio. Neste sistema, são oferecidas soluções financeiras de acordo com as necessidades dos associados. É, também, indutor do desenvolvimento local, pois os recursos circulam na comunidade. “Conheci a cooperativa Sicredi por intermédio de um amigo. Não tive dúvidas. A gente tem segurança para conseguir um dinheiro quando está apertado. Gerentes conversam, dão atenção, fazem análise e ajudam muito”, afirmou. Clique www.sicredi.com.br e confira as vantagens de se associar!
 
Sicredi/Divulgação 

José Alves Filho: “Contratei um financiamento muito bom, com juros baixos e consegui comprar gado. Foi muito bom para mim” 

Veja também