Região de Prudente vendeu ao exterior US$ 286 milhões (R$ 1,5 bilhão) em produtos no primeiro semestre de 2021

REGIÃO - Cristiano Machado

Data 23/07/2021
Horário 09:36
Foto: Wenderson Araujo/Trilux/CNA/Divulgação
Região de Prudente vendeu ao exterior US$ 44.501.920 em carne bovina; foram 9.098.695 quilos
Região de Prudente vendeu ao exterior US$ 44.501.920 em carne bovina; foram 9.098.695 quilos

As exportações totais da região de Presidente Prudente no primeiro semestre deste ano movimentaram mais de US$ 286 milhões. Ao converter para o Real na cotação da manhã de quarta-feira, dia 21, no momento da realização deste levantamento, o montante dos seis primeiros meses do ano passaria de R$ 1,5 bilhão. Os números se referem a todos os produtos que saem das 54 cidades no entorno de Prudente para o exterior, independente do segmento econômico (do campo ou outro setor).
Em números exatos, de janeiro a junho de 2021, Prudente comercializou US$ 286.094.482, resultado 23,3% maior que no mesmo período do ano passado. Em dinheiro, o aumento foi de US$ 66.873.915.
Já as importações da região atingiram de janeiro a junho deste ano US$ 31.936.933, ou seja, 6,96% a mais que os seis primeiros meses de 2020.

Açucar e carne

No setor do agronegócio, entre os destaques, estão: açúcar, que resultou em vendas de US$ 134 milhões, e carne bovina, com US$ 44 milhões.
O valor exato das exportações de açúcar da região foi US$ 134.240.482. Foram, ao todo, 433.571.812 quilos. Já de janeiro a junho de 2020, as negociações atingiram US$ 90.509.480 (350.262.151 quilos).
Já no item carne bovina o negociado neste ano foi US$ 44.501.920, com venda de 9.098.695 quilos. Em 2020, ao conferir o mesmo período, os negócios foram concretizados em US$ 55.703.955 (12.862.889 quilos).
Clique www.norteagropecuario.com.br e confira o levantamento na íntegra. 

Narandiba, o destaque nas vendas de açúcar 

Distante 581,1 km da capital paulista e a 40 km de Presidente Prudente, o município de Narandiba, cidade-sede de uma das unidades da cooperativa Cocal, é destaque na exportação de açúcar na região. Um dos maiores volumes comercializados para o exterior sai com destino a Bangladesh.
De janeiro a junho deste ano, o comércio entre esses dois locais chegou a cifras de US$ 17.927.724 (63.884.382 quilos). Os números são expressivos e mais que dobraram ao comparar com o período idêntico do ano passado, que registrou total de US$ 6.378.663 (26.957.334 quilos).
Narandiba vendeu ainda US$ 13.618.379 (44.086.731 quilos) para a Argélia; mais US$ 10.135.997 (32.474.200 quilos) à China; US$ 5.491.286 (19.538.180 quilos) para Arábia Saudita; US$ 5.257.167 (19.257.981 quilos) à Ucrânia; US$ 4.622.040 (16.637.659 quilos) para a Malásia; e US$ 4.294.482 (13;398.588 quilos) para Indonésia.
Outro destaque neste ano foi de Presidente Prudente, que vendeu, por exemplo,US$ 17.258.818 (47.600.000 quilos) em açúcar para a Suíça; US$ 3.294.446 (9.000.000 quilos) ao Reino Unido; e US$ 2.900.461 (8.500.000 quilos) à Gâmbia.

Pirapozinho, Prudente e Rancharia lideram ranking de vendas externas de carne 

Com frigoríficos com selo de exportadores, Pirapozinho, Presidente Prudente e Rancharia lideram o ranking regional de vendas externas de carne. Disparado na frente, Pirapozinho, entre janeiro e junho deste ano, vendeu para fora do Brasil US$ 36.481.198 em carne bovina. Prudente, com US$ 4.226.695, ficou em segundo. Já Rancharia, em terceiro com US$ 1.760.230.
Pirapozinho comercializou para a China até agora em 2021 o valor de US$ 30.804.167 (6.153.608 quilos). Com o Uruguai, US$ 2.033.797 (412.692 quilos). Com Hong Kong, região independente chinesa, US$1.825.394 (460.276 quilos).
Já Prudente vendeu para os chineses US$ 4.151.195 (816.803 quilos). Para a Libéria, US$ 75.500 (27.000 quilos). Rancharia, entretanto, negociou para a Sérvia US$ 118.603 (25.480 quilos). Para Hong Kong, US$ 1.641.627 (367.854 quilos).


"Com a valorização do dólar frente ao Real, juntamente com o aumento do volume de itens exportados, temos um direcionamento de divisas muitíssimo importante para a região. Nossos produtos com o aumento do dólar tendem a ficar mais competitivos e com o aumento da quantidade, ganhamos em produtividade e, geralmente, em custos para os produtores, gerando mais margem. Dessa forma, aumento de produção, produtividade e com o dólar em valores mais altos, geram muito mais resultado aos produtores". 
Adriano Machado Santos, economista, diretor da Práxis Assessoria Estratégica (www.praxis.net.br), sobre as exportações da região, em entrevista ao “Agro & Negócios”, domingo, às 7h, na Rádio 101 FM de Presidente Prudente (SP). 

Com “Drive Rural”, Sicredi leva informações do Plano Safra a produtores de municípios da região

Em meio à pandemia e suas restrições necessárias, mas com toda segurança sanitária, a cooperativa de crédito Sicredi Rio Paraná PR/SP inova mais uma vez. O “Drive Rural” foi uma das soluções encontradas para levar aos empreendedores do campo informações do Plano Safra. 
Antes do coronavírus, os lançamentos de apresentação desta modalidade de financiamento eram feitos em almoços e outros eventos com centenas de pessoas. No momento, não é mais possível dessa forma. A ação do “Drive Rural”, idealizada pela cooperativa com toda a preocupação com a saúde, foi a mais viável. Com um calendário definido, os atendimentos eram agendados e em locais abertos como praças públicas e sem aglomerações. 
Somente a Sicredi Rio Paraná atendeu mais de 1,1 mil pessoas de 29 cidades de sua área de abrangência neste formato nos últimos dias. A iniciativa será finalizada nesta sexta-feira. “O Drive Rural é um escritório móvel. Recebemos os produtores para entrega de kit. Com todo o atendimento característico do Sicredi, que preza pelo cooperado, falamos sobre as condições de financiamento, alterações do plano, taxas praticadas e principais informações que os produtores precisam”, explicou o diretor executivo da Sicredi Rio Paraná PR/SP, Vanderlei Oliveira. “Colocamos o Sicredi à disposição deles. A receptividade é muito boa. Sicredi procura sempre inovar, manter o relacionamento próximo da comunidade. Em meio à pandemia, a unidade móvel representa um diferencial da cooperativa em comparação com os demais bancos”, complementou. 
Domingo, às 7h, no programa de rádio “Agro & Negócios”, na 101 FM, Vanderlei Oliveira detalhará o tema. Clique www.norteagropecuario.com.br e confira o programa na íntegra. 

Fotos – Divulgação 

Drive Rural: Sicredi Rio Paraná PR/SP atendeu até ontem mais de 1,1 mil pessoas de 29 cidades 


Vanderlei Oliveira: “Sicredi procura sempre inovar para manter o relacionamento próximo da comunidade”

Veja também