Região tem queda de 25% nas fatalidades de trânsito em novembro

Dados do Infosiga mostram que, no mês passado, foram seis óbitos contra oito no mesmo período do ano anterior

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 19/12/2020
Horário 09:44
Foto: Arquivo
Ocupantes de automóveis estão entre as principais vítimas
Ocupantes de automóveis estão entre as principais vítimas

A região administrativa de Presidente Prudente registrou queda no número de fatalidades de trânsito. Em novembro, foram 6 óbitos contra 8 no mesmo período do ano passado (-25%).

Também houve queda nos acidentes com vítimas, que incluem ocorrências não fatais: 468 acidentes em novembro deste ano contra 478 em 2019 (-2,1%).

No ano, a redução é de 31,1% nos óbitos (82 contra 119) e de 13,6% nos acidentes (4.031 contra 4.664). Ocupantes de automóveis e motociclistas lideram as estatísticas em novembro.

Os dados são do Infosiga SP (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), sistema do governo do Estado gerenciado pelo programa Respeito à Vida e Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito).

Fatalidades de trânsito em novembro na região

ÓBITOS 
Cidade  Mês  Acumulado 
nov/19  nov/20  Var Nr. Var % jan a nov/19  jan a nov/20  Var Nr. Var %
Presidente Prudente  -1  -50%  24  13  -11  -46% 
Demais municípios  -1  -17%  95  69  -26  -27% 
Total Região  -2  -25%  119  82  -37  -31% 

 

Na região de Presidente Prudente, ocupantes de automóveis registraram 2 vítimas fatais em novembro deste ano (5 em 2019, redução de 20%).

Motociclistas também tiveram 2 vítimas contra 3 em 2019, redução de 33,3%. Também foram registrados óbitos de 1 ciclista e 1 pedestre, grupos que não tiveram fatalidades em 2019. 

Homens representam 67% das vítimas, enquanto 1 em cada 3 fatalidades envolvem jovens com idade entre 18 e 34 anos. Em novembro, vias municipais e rodovias abrigaram 2 acidentes fatais cada e em outros 2 casos não foi possível identificar com precisão a jurisdição da via.

Os principais tipos de acidentes fatais registrados são colisões entre veículos (2 casos), choques contra objetos fixos (2 casos) e atropelamento (1 ocorrência). Condutores representam 83% das vítimas fatais de trânsito.

Veja também