Renunciar, abraçar a cruz e seguir Jesus

Diocese Informa

COLUNA - Diocese Informa

Data 19/06/2022
Horário 04:05

Deus nos criou com o maravilhoso e desafiador presente da liberdade! Podemos dizer, de forma muito humana, que ele se arriscou ao nos fazer até capazes de recusá-lo! Que não nos permitamos dizer não ao seu amor é o desejo sincero de nosso coração, mas resta esta possibilidade em nosso horizonte pessoal. E sabemos muito bem o quanto a humanidade tantas vezes escolhe o caminho do egoísmo, do relativismo e do individualismo. Para desfrutar plenamente as riquezas espirituais que a Igreja nos oferece, é bom tomar consciência de que somos chamados a escolher o melhor, e não qualquer caminho! Ao chamar e formar seus discípulos, Jesus lhes faz perguntas exigentes, inclusive quando deseja saber o que as pessoas pensam a seu respeito, como numa pesquisa de opinião (Lc 9,18-24), para chegar à pergunta fundamental: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Foi-lhes pedida a maturidade das opções. E conhecemos quanto trabalho eles deram a Jesus, começando pelo próprio Simão Pedro, espontâneo nas respostas, mas frágil na perseverança, até que o Dom do Espírito Santo o fortaleceu. Quando amadurecemos humanamente, as escolhas a serem feitas exigem renúncias. É necessário abraçar a Cruz cada dia. Não se trata de gostar do sofrimento ou da dor, pois só se torna Cruz o que é abraçado com amor. É transformar cada ato humano em Cruz, isto é, em amor a Deus e ao próximo. E podemos ficar pasmados! Este abraço à Cruz é fonte de realização e alegria. Não somos homens e mulheres de lamentações, mas de escolhas firmes e geradoras de alegria e felicidade!  (Autor: Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo de Belém do Pará (PA). Fonte: https://www.cnbb.org.br.

MINI SERMÃO:
12º Domingo do Tempo Comum (Lc 9,18-24)

Você conhece Jesus? Por que muitos o odeiam? Por que muitos outros O amam e oferecem a vida por Ele? Você O ama? Então, exigência surgirá: renunciar a si, carregar a cruz e segui-lo. Existe sempre o perigo de acompanharmos Jesus e não sabermos quem Ele é e, qual Sua mensagem. Jesus não Se acompanha, mas se segue. Liberdade é escolher a cruz, a renúncia e o seguimento. Quem é Jesus? Nossas opções e ações responderão. (Autor: Padre Rafael Moreira Campos).

AGENDA PAROQUIAL: Paróquia Nossa Senhora de Fátima - Presidente Venceslau
- Missas -
Sábado: às 18h - Capela Nossa Senhora Aparecida e às 19h30 - Igreja Matriz;     
Domingo: às 7h - Capela São Judas Tadeu, às 8h30 - Capela Nosso Senhor do Bonfim, às 10h - Igreja Matriz, às 17h - Capela Santa Edwiges e às 19h - Igreja Matriz

MENSAGEM DO PAPA:
Hoje, aquelas mesmas perguntas são repropostas a cada um de nós: “Quem é Jesus para as pessoas do nosso tempo”. Mas a outra é mais importante: “Quem é Jesus para cada um de nós?”. Para mim, para ti, para ti, para ti...? Quem é Jesus para cada um de nós? Somos chamados a fazer da resposta de Pedro a nossa resposta, professando com alegria que Jesus é o Filho de Deus, a Palavra eterna do Pai que se fez homem para redimir a humanidade, derramando sobre ela a abundância da misericórdia divina. O mundo precisa mais do que nunca de Cristo, da sua salvação, do seu amor misericordioso. Muitas pessoas sentem um vazio ao seu redor e dentro de si — talvez, às vezes, até nós — e outras vivem na inquietação e na insegurança por causa da precariedade e dos conflitos. Todos nós temos necessidade de respostas adequadas às nossas interrogações, às nossas perguntas concretas. Em Cristo, somente nele, é possível encontrar a paz verdadeira e o cumprimento de todas as aspirações humanas. Jesus conhece o coração do homem como ninguém. É por isso que o pode curar, instilando-lhe vida e consolação. (Fonte: www.vatican.va/content/francesco/pt/angelus/2016).

Padre Rafael Moreira Campos
Adm. Paroquial Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Pres. Venceslau/SP
"Ouse ser o melhor. Ame!"
Instagram @padrerafaelmoreira
Facebook www.facebook.com/rafaelmoreiracampos
Informações: Cúria Diocesana (18) 3918-5000
 

Veja também