Romaria

JOSÉ COSTA

COLUNA - JOSÉ COSTA

Data 03/09/2020
Horário 03:09

Um grupo de romeiros de Tupã está demonstrando muita fé e devoção à padroeira do Brasil. Eles partiram nesta terça-feira, por volta das 7h, em uma longa viagem de Tupã à cidade de Aparecida, no Vale do Paraíba. É uma jornada difícil, no lombo de mulas. A ideia partiu de André Luiz Ferrara de Oliveira Silva, mais conhecido como "Gardenal" e há dois anos um grupo de seis romeiros se prepara para a jornada. Cada romeiro tem duas mulas, que são revezadas dia após dia, permitindo assim o descanso do animal. A previsão é de uma jornada de 25 dias até a chegada no santuário. Em média, a mula caminha oito quilômetros por hora. A volta a Tupã será de caminhão.

Primeiro caso

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou no domingo o primeiro caso positivo de Covid-19 em Santa Mercedes, na Nova Alta Paulista. Não há informações sobre o paciente. A cidade, que tem estimativa de 2.934 habitantes, até então, era a única sem registros da doença do Estado de São Paulo. A população torcia para que não fosse registrado qualquer caso na cidade.

Covid-19

Quando a notícia chegou, alguns não chegaram a acreditar em tal fato e, somente quando os números da Fundação Seade foram divulgados, foi um abalo para a alegria da população. Alegam que tudo será feito para se manter o número mínimo de casos, evitando-se que aumente.

Atração

Segundo um morador de Santa Mercedes, muitos motoristas em trânsito pela Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), quando em trânsito pela região, faziam questão de entrar na cidade, para conhecer de perto aquela que não tinha registrado caso de Covid-19.

Menor custo

A Câmara Municipal de Adamantina, composta por nove vereadores, tem o menor custo per capita entre as 30 cidades que integram a Amnap (Associação dos Municípios da Nova Alta Paulista). Os dados integram levantamento do TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo), com base em gastos empregados no custeio e no pagamento de pessoal efetuados pelas Câmaras Legislativas dos 644 municípios fiscalizados pelo órgão, entre maio de 2019 e abril de 2020.

Danos asfálticos

A cidade de Irapuru está envolvida em um grande problema de conservação de algumas de suas principais avenidas. É que quando foi concluída a Rodovia Júlio Budisk (SP-501), para o acesso à SP-294, na época o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) utilizou ruas e avenidas de Irapuru para fazer essa complementação, pois concluiu ser inviável economicamente uma rodovia no entorno daquela cidade para a referida ligação. O acordo firmado entre o DER e aquele município foi o de se utilizar provisoriamente o centro da cidade, até a construção de uma via no entorno, e aquele órgão do Estado faria a conservação, quando necessária.

Conservação

Hoje, vários pontos de ruas e avenidas estão se deteriorando, pois o volume de veículos é muito grande, com enormes carretas, muitas vezes, com cargas acima do limite. Assim, os motoristas reclamam do precário estado de alguns pontos de ruas e avenidas e acabam cobrando essas soluções da administração municipal que, na verdade, não tem esse compromisso, pois tudo é de responsabilidade do DER. A população questiona até que ponto o Estado vai protelar o seu compromisso e sua responsabilidade numa situação acordada há quase quatro décadas.

Veja também