SAP esclarece apontamentos feitos pelo Sindasp

Pasta diz que informações passadas pelo sindicato são infundadas e que analisará ofício que pede suspensão das visitas nas unidades prisionais

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 30/09/2020
Horário 17:02
Arquivo - Sindasp solicita que seja mantida suspensão de visitas de familiares de presos nas unidades penais Arquivo - Sindasp solicita que seja mantida suspensão de visitas de familiares de presos nas unidades penais

O jornal O Imparcial noticiou hoje que o Sindasp (Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo) enviou um ofício à SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) no qual solicita que seja mantida a suspensão de visitas de familiares de presos nas unidades penais. Em resposta à reportagem, a pasta estadual enviou esclarecimento no qual afirma que "as informações passadas pelo sindicato são infundadas".

Segundo a SAP, unidades administradas pela pasta operam dentro dos padrões de segurança e disciplina. Informa ainda que elaborou um protocolo de retomada gradual e controlada da visitação presencial nos presídios paulistas e que será submetido à análise técnica dos órgãos de saúde, notadamente o Centro de Contingência do Covid-19.

Dessa avaliação, poderão ser acrescentados, suprimidos ou alterados alguns pontos constantes do protocolo para, constatada a segurança de servidores, visitantes e presos, obter a permissão para a sua implantação.

A SAP informa que o afastamento dos servidores que pertencem ao grupo de risco, na pandemia, foi uma medida voltada justamente para a preservação da saúde desses profissionais. Atualmente, há 1.798 deles nessas condições.

Ressalva que a pasta tem concursos para contratação de agentes com prazo para nomeação até 2021. No momento, novos concursos estão suspensos, conforme teor do Decreto 64.937 de 13 de abril de 2020.

Quanto ao ofício enviado à secretaria, pontua que o documento será analisado e respondido no prazo legal.

Leia mais

Veja também