Saúde e políticas públicas...

OPINIÃO - Marcos Alves Borba

Data 28/07/2021
Horário 04:30

Aladim, com certeza, já deu muito o que falar quando se deparou com a lâmpada maravilhosa, numa situação precisa de escolhas. Momento mágico e de grande sorte, ter que escolher três pedidos e praticamente resolver o que sempre sonhou na vida. Assim, sempre nos vem aquela lembrança dos filmes que sonhávamos em ter aquele momento tão mágico. Mesmo nessa analogia de ficção, mas que num determinado momento nos eleva a alma a querer chegar num patamar de que poderíamos escolher o que melhor nos convém, definitivamente resolveria nossas vidas. Evidente que isso pode nos fantasiar temporariamente a um sonho e reforçar o quanto temos que lutar, pois na vida real o caminho sempre será mais longo e árduo se não soubermos nos posicionar daquilo que entendemos como de direito e busca.
É bem verdade que ninguém é Aladim, e jamais podemos acreditar que existe essa tão iluminada lâmpada maravilhosa, mas acredito que seríamos tão dignos e felizes, caso nossos gestores políticos, aliados de seus respectivos mandatos, se possível, com sabedoria e sanidade, referenciassem suas condutas de cargos em prol de uma saúde única a todos nós, com prioridade afinco. 
Mas por que essa indagação de se insistir já há algum tempo nesse quesito saúde aliado aos nossos gestores políticos? Já há algum tempo e isso realmente faz, nossos mestres e doutores já provaram por “A” mais “B”, que através das pesquisas elaboradas, grandes projetos voltados à saúde em políticas públicas, sem sombra de dúvidas, serão um dos caminhos mais enérgicos e precisos a uma sociedade que clama atenção, cuidado, respeito e dedicação a quem realmente necessita. E isso já não é de agora, e mesmo assim continuamos a patinar e insistir na caça às bruxas, de quem são os verdadeiros responsáveis. Precisamos entender que eles estão sempre aliados, seja o estado municipal, estadual e federal. 
Na repescagem dessa pequena analogia, Aladim (somos nós) e a lâmpada maravilhosa (nossos políticos) e caso essa nossa busca, sabendo manusear a lâmpada através dos projetos já pré-existentes já há algum tempo, quem sabe sairá do papel e de maneira muito sublime praticamente já atinja todos os setores de nossa sociedade. Mas quando?  Até quando? 
Se você pudesse escolher três pedidos únicos e que poderia levar para o resto da sua vida, o que verdadeiramente escolheria? Mas, quem não quer ter saúde? Quem não quer ter qualidade de vida? Quem não quer dar sentido maior a sua saúde e estar em plena condição de viver bem e melhor? Precisamos não só ficar de olho, mas de maneira serena acompanhar de perto, o que pode nos manter aqui na Terra por algum tempo. 
 

Veja também