Semav promove blitz educativa em Prudente

Ação foi realizada ontem, no Parque do Povo, como parte da programação do Maio Amarelo, que busca mais segurança no trânsito

PRUDENTE - Mariane Gaspareto

Data 17/05/2015
Horário 08:30
 

 

A Semav (Secretaria Municipal de Assuntos Viários e Cooperação em Segurança Pública) promoveu, na manhã de ontem, uma blitz educativa no Parque do Povo, em Presidente Prudente, como parte da programação do Maio Amarelo, em parceria com a Polícia Militar, escoteiros e a Ordem DeMoley. Na abordagem, os voluntários da ação entregaram panfletos com dez regras da segurança do trânsito, conscientizaram sobre a campanha e colocaram adesivos do Maio Amarelo nos veículos, para divulgação.

Conforme o titular da Semav, Oswaldo de Oliveira Bosquet, o objetivo da ação era abordar todos os carros que passassem pelo local, visto que "o trabalho é bem rápido, durante cerca de dois minutos para a entrega dos materiais informativos e a colagem do adesivo".

O funcionário público Paulo Leitão, 58, declarou ter gostado de participar da blitz educativa, pontuando que "é legal ver uma ação como essa, abordando a necessidade de atenção no trânsito". Já o cabeleireiro José Ricardo Rochi, 39, que também participou do evento, ressaltou que "na correria do dia a dia, muitas vezes, não tem condições de se informar e essas campanhas acabam passando batidas". "Assim, é legal um trabalho como esse, que para a gente por uns minutos pra abordar temas importantes", considera.

Jornal O Imparcial Blitz distribuiu panfletos de conscientização no trânsito

O vice-presidente da Apag (Associação de Pais e Amigos do Grupo Escoteiro Guayporé), André Luiz Oliveira Silva, 46, pontua que este é o segundo ano que o grupo auxilia a Semav em suas ações do Maio Amarelo, juntamente dom o Grupo Escoteiro Monte Carmelo. "É muito importante esse trabalho, não só para divulgação da campanha na conscientização em relação ao trânsito, mas para a formação dos nossos escoteiros", diz. O mestre conselheiro do Capítulo Presidente Prudente nº 10 da Ordem DeMolay, Enrico Sonvenso Ambrosio, 17, salienta ainda que a população recebeu bem a iniciativa, e que a maioria se dispôs a ouvir as orientações dos voluntários. "Ter crianças e jovens nessa ação também auxilia nessa receptividade, visto que ouvir essa mensagem de consciência deles, traz mais credibilidade", relata.

 

Combate à dengue

Uma ação da ONG (Organização Não Governamental) Saúde Global foi realizada concomitantemente, com a distribuição de 1,5 mil saquinhos de semente da planta crolatária, que atrai predadores do mosquito transmissor da dengue (Aedes aegypti). Juntamente com as sementes, foram distribuídos panfletos orientando como deve ser realizado o plantio da crotalária, além de dicas sobre o combate à dengue. O médico Carlos Massao, que participou da blitz educativa e recebeu as sementes da crotalária, atentou para a importância do combate ao vetor da dengue. "Essa doença é um problema hoje e eu tenho tratado todos os dias muitas pessoas com dengue, razão pela qual, ações como essa são importantes", afirma.


10 REGRAS DA SEGURANÇA NO TRÂNSITO


1- Todos os ocupantes do veículo, adultos e crianças, devem usar o cinto de segurança, inclusive no banco traseiro;

2- Crianças de até 7 anos e meio devem usar os equipamentos de proteção adequados;

3- Pedestre deve sempre ser respeitado;

4- Dirigir embriagado reduz em até 25% o tempo de reação, aumentando o risco de acidentes. Se beber, vá de ônibus, táxi ou carona;

5- Bicicleta também é veículo, portanto, deve respeitar a sinalização do trânsito;

6- Respeite os limites de velocidade e reduza a velocidade em frente a escolas ou lugares de grande concentração de pedestres;

7- Motorista, use sempre os equipamentos de proteção: luva, capacete, botas e jaqueta;

8- Respeite as vagas para idosos e deficientes;

9- Não use o celular enquanto dirige, a distração é um dos principais fatores de risco para quem está no volante;

10- Dirigir cansado ou com sono é tão perigoso quanto dirigir alcoolizado, pare e descanse antes de pegar a estrada.

Fonte: Semav

 

Veja também