Semea promove ação educativa para 20 crianças

Em função da Semana da Água, alunos tiveram a oportunidade de aprender mais sobre o recurso e conhecer o Horto Florestal

PRUDENTE - ANDRÉ ESTEVES

Data 21/03/2017
Horário 10:18


Como parte da programação da Semana da Água, iniciada no domingo, o Horto Florestal de Presidente Prudente recebeu, na manhã de ontem, 20 alunos do sexto ano do Colégio Prudente para participarem de uma palestra ministrada pela técnica ambiental da Semea (Secretaria Municipal de Meio Ambiente), Eroína Santiago, que discorreu sobre o ciclo da água e sua disponibilidade na natureza. De acordo com a professora da pasta, Eliana Junqueira, uma vez que o consumo é "muito imediatista", são poucos os que param para pensar no processo pelo qual a água passa antes de chegar nas casas e nos fins que podem ser adotados para evitar o desperdício.

Jornal O Imparcial Estudantes participaram ontem de palestra ministrada pela Semea; eles aprenderam sobre o ciclo da água e sua disponibilidade

Este ponto, a propósito, é a temática que norteia a edição de 2017 da Semana da Água, campanha instituída por lei municipal: água residual. Segundo Eliana, trata-se da água que já foi utilizada e pode ser reaproveitada para outras atividades do cotidiano, como lavar o quintal ou molhar as plantas, ao invés de ser descartada como esgoto. A respeito da agenda, o titular da Semea, Wilson Portella Rodrigues, expõe que o trabalho de conscientização visa enfatizar a importância da recuperação e gerenciamento adequado dos recursos hídricos e de não depositar resíduos no fundo de vales. O secretário denota que, até sábado, serão promovidas mais 11 atividades, que serão encerradas com o lançamento do Bosque do Centenário, a ser instalado no antigo Curtume Crepaldi.

A professora de Ciências responsável por acompanhar as crianças ao Horto, Adriana Mendes de Carvalho, aponta que a palestra serviu para reforçar um projeto de sustentabilidade desenvolvido em sala de aula. Conforme a docente, os alunos entendem na escola que o único meio de preservar a água é o uso racional, o qual deve estar atrelado à coleta regular de lixo e ao descarte adequado de resíduos. "Não basta apenas economizar, é preciso adotar medidas de proteção ao todo, pois um recurso depende do outro", avalia.

Para a aluna Isabelly Calisto, 10 anos, a visita foi um complemento dos aprendizados adquiridos em ambiente escolar. "É muito importante a conscientização sobre o uso da água, pois ela garante a nossa sobrevivência", pondera. Já a estudante Isadora Filipa Soares, 11 anos, afirma que o que mais gostou de rever foi o ciclo da água. "Precisamos economizá-la para que as futuras gerações não sofram com a falta dela", argumenta. Ao fim da palestra, as crianças foram guiadas em um passeio no Horto Florestal.

 

Outras atividades


Na manhã de domingo, o grupo Amigas da Natureza, em parceria com a Semea, realizou uma ação comunitária na Praça dos Imigrantes, no Jardim das Rosas, a fim de desenvolver trabalhos de proteção ambiental no espaço. De acordo com Eliana, foram executadas a limpeza e uma intervenção artística com a decoração de árvores. Hoje, por sua vez, será feito o lançamento de uma trilha ecológica, ainda em processo de licenciamento, na Fapepe/Uniesp (Faculdade de Presidente Prudente), cuja iniciativa busca a recuperação dos mananciais dos córregos do Cedro e Cedrinho. "Faremos o lançamento da ideia e um plantio simbólico", pontua a professora da Semea.

 

Veja também