Semepp abre inscrições para Futebol Social

Titular da pasta, André Domingos aponta que as aulas serão reservadas a crianças de 9 a 13 anos e projeta ampla participação da “meninada” na prática esportiva

Esportes - CAIO GERVAZONI

Data 09/10/2021
Horário 07:00
Foto: Facebook/André Domingos
“Não adianta a gente ter 60, 70 crianças, a gente quer muito mais do que isso”, estima André Domingos
“Não adianta a gente ter 60, 70 crianças, a gente quer muito mais do que isso”, estima André Domingos

Nesta semana, a Semepp (Secretaria Municipal de Esportes de Presidente Prudente) anunciou a abertura das inscrições para o projeto Futebol Social. As aulas de futebol feminino e masculino serão destinadas a crianças de 9 a 13 anos. De maneira gratuita, os treinos ocorrerão no campo do Centro de Treinamento Flávio Araújo, no Jardim Everest
Em relação ao prazo para as inscrições serem realizadas, o secretário municipal de Esportes, André Domingos, detalha: “A gente vai deixar em aberto até o começo de novembro”. 
De acordo com o titular da pasta, o intuito é dar início aos treinos do projeto em dezembro. “Ainda não tem data marcada para começar as aulas. Eu quero um número grande de crianças lá [...] Depois que a gente tiver um certo número de inscritos, aí a gente vai soltar a data das aulas. A pretensão é começar ainda neste ano para já entrar engatilhado em janeiro”, expressa André, que projeta até 300 crianças frequentando as aulas do Futebol Social. “Não adianta a gente ter 60, 70 crianças. A gente quer muito mais do que isso. Eu quero encher aquilo ali de crianças”. 

Esporte social

André Domingos frisa a importância de se pensar no esporte como ferramenta de transformação social. “É legal ter o esporte de alto rendimento? É super bacana ter. Mas é melhor ainda ter o esporte social, o esporte de inclusão, e é essa a proposta: implantar o esporte de inclusão em vários bairros da cidade. E por que [o Futebol Social] no Everest?”, questiona o titular de Esportes, que logo na sequência conclui: “O [campo] do Everest é um marco. Aquele campo de futebol ali tem história, né? Tem uma estrutura muito boa. A localidade é muito fácil para as crianças chegaram com seus pais. Ali perto a gente acaba pegando vários bairros: a Cecap, a Cohab, o Monte Alto, o Santa Paula e o próprio Everest”, expõe.
E continua afirmando que já existem projetos para o bairro Quilômetro Sete, no Jardim Morada do Sol. “Nós temos projetos para lá também. Esse é o nosso modelo de projeto que a gente quer implantar na cidade de Presidente Prudente. É trabalhar com o social. A gente precisa levar oportunidades para as nossas crianças”, relata. 

Veja também