Setores avaliam nova fase de transição do Plano São Paulo

Após sucessivas melhoras nos índices de saúde e vacinação acelerada contra a Covid-19, estabelecimentos podem funcionar entre 6h e 0h, com ocupação presencial de até 80% 

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 05/08/2021
Horário 07:15
Foto: Freepik
Estabelecimentos podem funcionar com ocupação presencial de até 80% 
Estabelecimentos podem funcionar com ocupação presencial de até 80% 

A fase de transição do Plano São Paulo, definida pelo governo paulista para retomar com segurança a economia do Estado durante a pandemia do novo coronavírus, estabeleceu uma nova ampliação da capacidade de público presencial e horário de funcionamento de comércios e serviços não essenciais. Após sucessivas melhoras nos índices de saúde e vacinação acelerada contra a Covid-19, os estabelecimentos podem funcionar entre 6h e 0h, com ocupação presencial de até 80% da capacidade. Veja os principais reflexos e orientações dos setores beneficiados.
Conforme o Estado, a capacidade máxima de ocupação permitida nos estabelecimentos, que estava em 60%, sobe para 80%. Contudo, o uso obrigatório de máscara em ambientes de acesso público, distanciamento mínimo de um metro e o respeito a protocolos de higiene estão mantidos. O acesso de clientes a shoppings, galerias, lojas de rua, bares e restaurantes deverá ser interrompido às 23h, com atendimento permitido até meia-noite. As novas regras da fase de transição – já em vigor – vão valer até 16 de agosto.
O presidente do Sinhores (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Presidente Prudente), Rubens Afonso, detalha que o setor foi prejudicado com a limitação de atendimento e horário desde o início da pandemia. No entanto, explica que com a nova atualização do Plano São Paulo, os comerciantes terão mais tempo para atender seus clientes. “O horário reduzido acabava concentrando mais pessoas nos estabelecimentos. Nós entendemos que, quanto maior o horário disponível, menos aglomeração o espaço tem”, explica. “Essa mudança traz esperança para todos nós, até que tudo volte ao normal”, acrescenta. 
Rubens também acredita que diante do avanço da imunização e a diminuição da contaminação pela Covid-19 em Prudente, os clientes terão mais confiança para consumir fora de casa, mas ressalta que os cuidados precisam continuar, como a utilização de mascará ao levantar da mesa, o uso de álcool em gel e o distanciamento seguro. Ele também reforça que, diante da fiscalização efetiva da Prefeitura, os estabelecimentos vinculados ao Sinhores já têm cumprido todas as orientações e protocolos sanitários oficializados.   
O presidente do Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Presidente Prudente e Região), Vitalino Crellis, por sua vez, acrescenta que o novo horário não traz tanto impacto para o comércio central, uma vez que ele já vem atendendo no expediente estabelecido em Prudente. Contudo, explica que a ampliação da ocupação presencial é favorável, principalmente porque se aproxima do Dia dos Pais, data que costuma ser positiva para vendas. 
Para o gerente regional do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), José Carlos Cavalcante, a nova fase beneficia principalmente empresas de alimentação e bares, uma vez que agora podem atender por mais tempo e com um maior fluxo de ocupação. Tais condições, segundo ele, também poderão favorecer o faturamento, uma vez que agosto é o mês dos pais.  
“Esperamos que a vacinação contra a doença continue em regime acelerado para que as atividades econômicas possam ser retomadas o mais breve possível. Desta forma, a região terá condições de gerar postos de trabalho e fortalecer a economia”, explica o gerente regional do Sebrae. “Não podemos descuidar! Temos que continuar seguindo todas as orientações da Vigilância Sanitária para que o índice de contaminação pela doença continue em queda. Temos que prezar por vidas até que voltemos à normalidade”, acrescenta.  

Expectativa do Estado

É valido ressaltar que, se a contenção da pandemia e os reflexos da vacinação continuarem positivos, o Governo do Estado já planeja avançar da fase de transição para a etapa de retomada segura a partir de 17 deste mês. “A partir da segunda quinzena do próximo mês, portanto, a expectativa é eliminar todas as restrições de horário e liberar atendimento presencial com capacidade de 100%, mas com manutenção das regras para máscaras, distanciamento e protocolos de higiene”, enfatiza o governo.
Na retomada segura as regras gerais e setoriais de segurança sanitária continuarão as mesmas da fase de transição e válidas para os 645 municípios. As prefeituras vão manter autonomia para determinar rigidez de restrições se as circunstâncias locais da pandemia e capacidade hospitalar tiverem piora.

SAIBA MAIS

Comércios e serviços poderão atender até 0h e com ocupação de 80% a partir de domingo

Veja também