SP inclui mais oito vicinais da região de Prudente em programa de recuperação

Investimentos do governo estadual nas vias municipais representam R$ 94,8 milhões em 170,1 quilômetros

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 14/06/2021
Horário 15:12
Foto: Alesp
Estradas vicinais são importantes para escoamento da produção agrícola
Estradas vicinais são importantes para escoamento da produção agrícola

O governador João Doria (PSDB) apresentou nesta segunda-feira, no Palácio dos Bandeirantes, a nova fase do programa Novas Estradas Vicinais, que vai beneficiar outras oito vicinais na DR (Divisão Regional) 12 do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), a qual engloba cidades da região de Presidente Prudente. Os investimentos do governo de São Paulo representam R$ 94,8 milhões em 170,1 quilômetros. As vias contempladas são:

- Vicinal ADM 10, ligação de Adamantina a Valparaíso, com 26,4 kms. Valor estimado: R$ 17.815.588,05;

- Vicinal PSP 476 / RGF 330, ligação de Presidente Prudente a Regente Feijó, com 10,7 kms. Valor estimado: R$ 6.494.931,70;

- Vicinal LCL 010, ligação entre Lucélia e Bento de Abreu, com 33,8 kms. Valor estimado: R$ 20.196.316,30;

- Vicinal PRP 287, ligação da Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) à divisa com Bastos, em Parapuã, com 10,8 kms. Valor estimado: R$ 5.132.745,64;

- Vicinal JQL 114, ligação da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) à destilaria Rio Vermelho, em Junqueirópolis, com 21,9 kms. Valor estimado: R$ 11.390.374,24;

- Vicinal SDV 343/448/313/474, ligação à SPA 001/563, em Sandovalina, com 33,8 kms. Valor estimado: R$ 16.803.920,41;

- Vicinal PBU 010, ligação entre Pacaembu e Mirandópolis, com 26,7 kms. Valor estimado: R$ 13.352.791,70;

- Vicinal TPA 410/NGT 375 (NGT 353), ligação entre SP -94, presídio estadual, Tupi Paulista e Nova Guataporanga, com 6 kms. Valor estimado: R$ 3.643.906,11.

Papel importante

“Em todo o Estado, teremos quase 200 municípios diretamente beneficiados e 3,1 mil quilômetros de estradas melhoradas e sinalizadas, oferecendo melhores condições de segurança para a população”, afirmou o governador. “Só quem vive no interior sabe a importância de uma vicinal bem asfaltada e sinalizada, o que representa de fato na vida das pessoas”, afirmou Doria.

As estradas vicinais são importantes para o escoamento da produção agrícola e para a economia regional. Além disso, são essenciais para o deslocamento da população aos grandes centros urbanos. Nesta segunda fase, foram selecionadas estradas que passarão por recuperação funcional (recapeamento).

Mesmo durante a pandemia, o programa Novas Estradas Vicinais terá investimentos em todas as regiões do Estado. Em maio deste ano, o governo de SP já havia lançado a primeira etapa do programa, com outras 139 vias selecionadas que somam 1.563 quilômetros e R$ 1,2 bilhão de investimentos. As obras devem começar em julho. 

Somando as duas fases, são 279 vicinais beneficiadas e 3.094 quilômetros de melhorias.

Novas fases

O programa não para por aí. O governo de São Paulo prevê ainda o anúncio de outra fase de novas obras – desta vez, com pavimentação nas vicinais –, a ser anunciada em breve.

“Nós teremos ainda recapes de estradas estaduais e a pavimentação de várias vicinais, um conjunto de outras obras saindo também pelo DER”, afirmou o vice-governador e secretário de governo, Rodrigo Garcia (PSDB). “O que estamos celebrando hoje são conquistas, fruto de muita coragem e decisões certas na hora certa”, acrescentou.

“É um grande programa do governo de São Paulo para melhorar a vida das pessoas e criar empregos em todo o Estado. Estas estradas integram os municípios do interior e do litoral, dão acesso a rodovias, portos, aeroportos e grandes centros urbanos. É o início da nova matriz logística de São Paulo”, disse o secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Parceria técnica

Um estudo técnico do DER, feito em conjunto com as prefeituras, identificou os principais gargalos para o desenvolvimento do projeto. As vicinais foram divididas em categorias – estradas que ligam polos geradores de produtos e serviços e rodovias estaduais, além das que dão acesso a municípios.

A publicação do edital da nova fase está prevista para as próximas semanas e o documento estará disponível no site do DER. A partir do edital, a previsão para início das obras é de quatro meses. O prazo de conclusão varia de três a 12 meses.

Leia mais

Veja também