Tecido adiposo branco X marrom

Jair Rodrigues Garcia Júnior

No corpo há dois tipos celulares que contém gordura, as células adiposas brancas e as marrons. Sabe qual tipo você tem em maior quantidade? Ou qual você preferiria ter? Quais as diferenças?

ADIPÓCITOS BRANCOS
São as células, em número de 25 bilhões, que armazenam a gordura no corpo todo. São importantes porque: [1] mantêm um estoque de “energia” para períodos prolongados de alimentação insuficiente, [2] secretam adipocinas (hormônios) que regulam o metabolismo e [3] retiram o excesso de gordura da circulação após cada refeição. Para todas as demais células, o excesso de gordura é prejudicial, pois provoca disfunção e doenças.

LIMITES
Se você tem o peso normal, adequado à sua altura, seu estoque total de gordura é de 9 a 13Kg. O tecido adiposo (e a gordura nele armazenada) é um componente do peso corporal, sendo de 15% no homem e 25% na mulher. Mais do que isso, caracteriza o sobrepeso. Quando os adipócitos brancos acumulam mais gordura, eles hipertrofiam (aumentam de tamanho) e hiperplasiam (aumentam em número) e secretam mais adipocinas, que passam a ser prejudiciais. Com dieta especial, exercícios etc, os adipócitos brancos podem diminuir de tamanho, mas não em número.

ADIPÓCITOS MARRONS
Foram identificados na década de 1970, inicialmente em roedores. Possuem irrigação sanguínea mais abundante, contém maior número de mitocôndrias com mais proteínas citocromos, que participam do processo de produção de energia. Essas características até os fazem semelhantes às fibras musculares. Fatos curiosos: [1] armazenam pouca gordura e [2] “queimam” boa parte da gordura que captam do sangue.

EM HUMANOS
Sim! Temos tecido adiposo marrom (TAM), identificado em 2007. Porém, apenas 50g (0,07% do peso de um homem de 70Kg). Está distribuído nas regiões interescapular, supraclavicular, cervical profunda, paravertebral e próximo dos grandes vasos.

GASTO DE ENERGIA
Há quem pense que estimular a UCP-1 dos adipócitos marrons para aumentar a queima de gordura, a termogênese e pode ser o “remédio para obesidade”. As proteínas AMPK e BMP8B têm sido estudadas para isso. Em roedores, que têm maior proporção de TAM em comparação a humanos, a termogênese é eficiente para controlar o peso e evitar a morte no frio.

ALVO MAIS CERTEIRO
Veja na figura a comparação entre TAM e tecido muscular esquelético. Depois responda a si mesmo se preferiria tomar uma pílula para estimular o primeiro ou se movimentar com vigor durante 1 h para estimular o segundo, o mais eficiente “queimador de gorduras”.

 

 

FRASE PARA DESTACAR: Sim! Temos tecido adiposo marrom (TAM).

14 março 2020

Veja também