Transforma Energia estende ação para auxiliar prefeituras na destinação de resíduos após vendaval

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 13/10/2021
Horário 08:20
Foto: Cedida
Até o momento, a iniciativa gerou o recebimento de 430 toneladas de Resíduos de Construção Civil
Até o momento, a iniciativa gerou o recebimento de 430 toneladas de Resíduos de Construção Civil

A Transforma Energia - um dos mais modernos complexos industriais de recebimento de resíduos do país, com sede em Caiabu - decidiu estender o prazo de recebimento de resíduos enviados pelas prefeituras da região como forma de auxiliar nos trabalhos de limpeza e reorganização dos municípios atingidos pelo forte vendaval registrado no primeiro dia de outubro. Em menos de um mês, a ação 'Transforma de Portas Abertas' já soma 778 toneladas de materiais recebidos, que serão processados para a produção de energia renovável e de novos produtos.

Nascida para marcar o “Dia Mundial da Limpeza”, lembrado em 19 de setembro, a ação contou com amplo engajamento de empresas privadas e de cidades parceiras, que promoveram mutirões de limpeza em conjunto com a população local.

Até o momento, a iniciativa gerou o recebimento de 430 toneladas de RCC (Resíduos de Construção Civil), que serão transformados em novos produtos destinados ao próprio setor. Em relação aos RGV (Resíduos de Grandes Volumes), são 348 toneladas. Este material será processado para a criação de combustível com alto poder calorífico, que pode ser utilizado por indústrias, pizzarias e restaurantes.

"A realização da ação está sendo muito importante, pois permite que as prefeituras não só realizem a destinação final correta dos resíduos, como façam campanhas de mobilização da população para o recolhimento desses materiais", opina a engenheira ambiental da Transforma Energia, Nelissa Garcia Balarim. Na primeira etapa, participaram as cidades de Indiana, Álvares Machado, Presidente Prudente, Regente Feijó, Caiabu, Martinópolis, Anhumas e Pirapozinho, além das empresas Açucareira Quatá S/A, Small Distribuidora, entre outras.

 

DRIBLANDO A FALTA DE RECURSOS

Uma das principais queixas dos municípios é a falta de recursos para a gestão correta dos resíduos. Mas, com apenas 4,8 mil habitantes e orçamento enxuto, o município de Indiana é a principal destinadora de resíduos de grandes volumes durante a ação promovida pela Transforma Energia ao somar 276,4 toneladas.

O volume representa 6,5 vezes a mais do total enviado pela maior cidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, que somou 42 toneladas.

"Indiana é exemplo para todas as cidades da região de que é possível fazer quando se esforça. As prefeituras alegam não ter recursos e nem equipamentos para transporte e destinação adequada dos resíduos sólidos urbanos. A legislação em vigor é clara sobre as responsabilidades dos municípios e a iniciativa privada pode ajudar, como estamos fazendo por meio desta ação", comenta o diretor-presidente da Transforma Energia, Felipe Barroso.

 

Ação segue em andamento

"A ação segue de portas abertas para todos os municípios da região que queiram destinar podas de árvores, entre outros materiais classificados como RGV, sem custo para isso. Porém, cabe salientar que esse prazo estendido é apenas para as prefeituras, sendo que cada município é responsável pelo transporte do resíduo até a empresa", pontua.

A engenheira ambiental salienta que a prorrogação do prazo será importante para a destinação correta dos resíduos acumulados após o temporal. "A prorrogação do prazo é muito importante, pois aumentou a demanda já que muitas árvores caíram durante o vendaval. É a chance de dar a destinação certa para o resíduo, além de evitar que as prefeituras acumulem esse material em seus depósitos", frisa.

 

Conscientização

Ao comemorar os números alcançados em menos de um mês de campanha, Nelissa Garcia Balarim ressalta a mobilização social como um dos principais pilares do sucesso da ação. "É interessante realizar campanhas como esta, pois desperta a conscientização nas pessoas sobre a importância de descartar corretamente os resíduos. O grande sucesso vai além da destinação final, com a mobilização social", fala.

"Desta forma, tanto a Transforma Energia como as prefeituras agem dentro dos conceitos socioambientais inseridos na Política Nacional de Resíduos Sólidos. É o conjunto perfeito para que ocorra a gestão correta dos resíduos", finaliza

 

 

 

Veja também