Troncos e galhos caídos da figueira do PUM viram energia renovável

Empresa de Caiabu foi acionada para transportar as 17 toneladas de resíduos, que se tornam insumo para ser utilizado em caldeiras de biomassa

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 26/11/2021
Horário 14:14
Foto: Cedida
Foram transportadas 17 toneladas de resíduos que foram recolhidos do local
Foram transportadas 17 toneladas de resíduos que foram recolhidos do local

A Transforma Energia, sediada em Caiabu, foi a empresa acionada para atuar na operação de retirada de troncos e galhos caídos de parte da figueira centenária do PUM (Parque de Uso Múltiplo), em Presidente Prudente, na noite de terça-feira. Todo o material contará com destinação correta, sendo reaproveitado e transformado em energia renovável.

Na manhã de quarta, uma equipe da Transforma Energia trabalhou em conjunto com funcionários da Prudenco (Companhia Prudentina de Desenvolvimento). Para o local, foram enviados um trator e caminhão, além de outros equipamentos necessários para o processo de retirada dos resíduos.

Ao todo, foram transportadas 17 toneladas de resíduos que foram recolhidos do local. "Essa nossa participação é importante para auxiliar a Prefeitura na destinação correta dos galhos retirados do local, de forma que esse material possa ser reaproveitado. Neste caso, ele vai ser triturado e, em seguida, transformado em insumo energético para ser utilizado nas caldeiras de biomassa", explica a engenheira ambiental da Transforma Energia, Nelissa Garcia Balarim. 

Tombada como patrimônio paisagístico, a figueira localizada na Rua Bela, ao lado do PUM, foi alvo constante de envenenamento ao longo dos anos, segundo as autoridades. A situação foi agravada com a perda de quase metade de sua estrutura. 

"A árvore conta com uma legislação municipal que a protege. Mas, diante da situação, é importante a Prefeitura analisar quais as medidas que causarão menos impacto visando a segurança das pessoas, se é a manutenção ou erradicação da espécie, que ficou seriamente comprometida. Vai ser uma decisão a ser tomada após essa avaliação do município", opina Nelissa.

O diretor-presidente da Prudenco, Valdecir Vieira, ressalta a importância da parceria entre o município e a Transforma Energia. "A empresa sempre está contribuindo de forma espontânea e ágil com as ações da Prefeitura. Esse material inservível em nossas mãos será transformado em material reutilizável", enfatiza. "Agradecemos a prontidão da empresa em sempre colaborar em casos de sinistro como ocorreu agora no caso da figueira", pontua.

Destinação correta

Por meio da ação "Transforma de Portas Abertas", a empresa já contribuiu de forma gratuita com oito municípios da região para o recebimento e destinação correta de RGVs (resíduos de grandes volumes).

Em dois meses, são mais de 1,6 mil toneladas de resíduos reaproveitados. Apenas de Presidente Prudente, foram 327 toneladas de material até o momento.

Um dos mais modernos complexos industriais de recebimento de resíduos do país, a Transforma Energia conta com duas plantas industriais em operação comercial - RGVs e RCCs (resíduos de construção civil).

Por elas, a empresa promove o processamento de todo material para a criação de combustível com alto poder calorífico ou produtos como areia e brita. Um transbordo que deve receber RSU (resíduos sólidos urbanos) já está em processo de licenciamento.

Veja também