Turismo paulista terá apoio do BID para a retomada

Contexto Paulista

COLUNA - Contexto Paulista

Data 25/07/2020
Horário 11:09

A Secretaria de Turismo do Estado fechou acordo nesta semana com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para a retomada econômica do setor em todo Estado de São Paulo. O acordo prevê a doação de US$ 250 mil pelo banco para os projetos nos municípios que sejam inspirados em recuperação sustentável da atividade turística, bem como a elaboração de estudos que apoiem futuros pedidos de financiamento internacional. A cooperação começará em agosto e se dará até o final de 2021.

Frase

"Antes da pandemia, o setor do turismo já precisava de um olhar integral por boa parte de governos de regiões com elevado potencial. O planejamento que São Paulo está desenvolvendo é crucial para estabelecer uma retomada segura do setor, que é responsável por 7,7% do PIB [Produto Interno Bruto] brasileiro. Estamos muito satisfeitos em poder colocar nossa experiência na área a serviço do Estado" – Morgan Doyle, representante do BID no Brasil.

Frase (2)

"Este é um acordo operacional para retomada do setor do turismo, muito afetado pela pandemia em todo o Brasil e obviamente aqui no Estado de São Paulo também. Uma prova de confiança do BID nos marcos jurídicos de São Paulo e prova de confiança no turismo" – governador João Doria, sobre o acordo com o BID.

Pesquisa paulista

•         A Fatec (Faculdade de Tecnologia do Estado) Tatuí desenvolveu um ventilador pulmonar de baixo custo para ajudar hospitais da região no combate à Covid-19. O protótipo do equipamento passou por testes laboratoriais de validação e segue para a próxima etapa de regularização, que é o registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).
•         Estudantes de Engenharia de Produção, do polo de São Bernardo do Campo da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), elaboraram o Projeto Integrador "O uso de Power BI na tomada de decisão para desenvolvimento de orçamentos de uma microempresa: um estudo de caso". A ação foi desenvolvida para facilitar e agilizar os processos de efetivação de cálculos e valores em uma microempresa do setor de construção civil.
•         O Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP) finalizou o desenvolvimento de um descontaminador de água com base em luz ultravioleta (UV-C), equipamento destinado para uso doméstico e fins comerciais e industriais.

Na Assembleia Legislativa

Em sessão extraordinária ocorrida em ambiente virtual, deputados estaduais aprovaram benefícios fiscais a empresas paulistas que possuam pelo menos 30% de seus empregados com mais de 55 anos de idade. O projeto de lei é de autoria de Campos Machado (PTB). O projeto foi aprovado com 67 votos favoráveis e agora segue para sanção ou veto do governador Doria.

"Amicão" nas escolas

A Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa aprovou projeto que prevê a instituição de uma Educação Mediada por Animais. Nela, serão ministrados conhecimentos relacionados com a proteção dos animais, contando com a presença de um bicho de estimação e transformando o ambiente escolar em um "Pet Friendly". Claro, uma ideia para ser aplicada no mundo pós-pandemia. É inspirada no projeto "Cãolega", do Recife. Em São Paulo, vai se chamar "Amicão". Ainda precisa passar pelo plenário da Assembleia, antes de seguir adiante.


 
Liberdade religiosa

O governador João Doria sancionou a Lei 17.268/20, que assegura a objeção de consciência, a prestação alternativa e a liberdade religiosa a estudantes de todos os níveis de ensino e a servidores públicos durante o estado de calamidade pública. O texto garante que esses grupos possam cumprir, de forma alternativa e sem nenhum prejuízo, aulas e atribuições que conflitem com sua fé, inclusive aquelas agendadas para os dias de guarda religiosa. A determinação já está em vigor, e é considerada uma vitória pelos defensores do direito à liberdade religiosa.

De vento em popa

•         O Índice de Confiança da Indústria brasileira cresceu 12,5 pontos na prévia de julho deste ano na comparação com o resultado consolidado de junho, segundo a FGV (Fundação Getúlio Vargas).
•         A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus impulsionou a venda de frutas cítricas brasileiras para outros países. A comercialização de produtos como tangerina, laranja, limão e lima avançou 12% no semestre em relação ao mesmo período do ano passado.
•         A movimentação de cargas nos portos brasileiros cresceu 3,98% de janeiro a maio deste ano, em comparação ao mesmo período de 2019. O porto de Santos, o maior da América do Sul, foi responsável por 46,2 milhões de toneladas, uma alta de 10,45% em comparação ao ano passado.
•         O ICC (Índice de Confiança do Consumidor), da Fundação Getulio Vargas, subiu 7,7 pontos na passagem de junho para julho deste ano. É a terceira alta consecutiva. Manteve a tendência de recuperação motivada pela melhora das expectativas em relação à economia, segundo a pesquisadora Viviane Seda Bittencourt.

Compras de imóveis: alta

O brasileiro está comprando mais imóveis, segundo o jornal “Cruzeiro do Sul”, de Sorocaba, da Rede APJ (Associação Paulista de Portais e Jornais). Em junho, o volume de financiamento imobiliário, com recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), atingiu R$ 9,27 bilhões, aumento de 29,9% ante maio e de 52,8% em relação ao mesmo mês em 2019.
----
 

Veja também