Urnas são distribuídas em 498 seções eleitorais

Equipamentos passam por última conferência nos cartórios e seguem para locais de votação em logística na tarde de hoje

PRUDENTE - MELLINA DOMINATO

Data 01/10/2016
Horário 09:33

 


A partir das 15h30 de hoje, as 585 urnas eletrônicas que estarão disponíveis para as eleições de amanhã, em Presidente Prudente, passam a ser distribuídas nas 498 seções eleitorais, estas divididas em 57 locais de votação. O cartório da 402ª ZE (Zona Eleitoral), responsável por 300 equipamentos, inicia a entrega dos aparelhos no horário citado, enquanto na área da 101ª ZE o trabalho logístico começará às 16h, com 285 urnas. A preparação das escolas será feita concomitantemente à recepção dos aparelhos, já que estes serão guardados em salas isoladas, onde passarão esta noite sob vigilância, inclusive com ronda policial. Para este domingo, a previsão é de que pelo menos 2,3 mil pessoas trabalhem diretamente envolvidas com as eleições.

Jornal O Imparcial Escolas onde estão instaladas seções eleitorais são vistoriadas após serem preparadas para o pleito

A chefe de cartório da 402ª ZE, Letícia Macoratti de Castilho, calcula que 1,1 mil pessoas trabalharão em sua área de competência. "Só de mesários serão 1.039, mais umas 50 pessoas que atuam diretamente pelo cartório, como motoristas, policiais, servidores, entre outros", pontua.

Já o responsável pela 402ª ZE, Fabiano de Lima Segala, acredita que suas ações irão envolver 1,2 mil pessoas.

 

Segurança


As urnas que serão usadas amanhã passam hoje por uma conferência visual nos cartórios antes de seguirem para os locais de votação. "Todas serão ligadas para conferirmos se há algum problema em relação ao horário, entre outros. Porém, caso alguma irregularidade seja constatada, esta só poderá ser solucionada na seção correspondente, na presença do presidente e do fiscal", esclarece Letícia.

Fabiano expõe que, depois de passarem a noite nas salas isoladas, as urnas serão liberadas para os mesários às 7h de amanhã. Em cada seção, os equipamentos passarão pela devida montagem e impressão da zerésima, ou seja, comprovante de que não existe nenhum voto registrado na memória do computador de grande porte do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo), conforme explica o próprio órgão. "É esse computador que receberá os resultados da votação de todo o Estado", informa, em nota.

A exemplo das eleições anteriores, após a preparação das escolas, estas passam por vistoria da Justiça Eleitoral, para garantia da segurança do pleito.

 

Pós-votação


Letícia revela que, ao fim da votação, enquanto as mídias com os registros de votos de cada seção são levadas e analisadas pelos cartórios, os caminhões responsáveis pela coleta das urnas já iniciam o recolhimento dos equipamentos, que voltam às respectivas ZEs. "Somente os servidores do cartório ou pessoas que serão escoltadas poderão recolher as mídias. Nos caminhões só irão as urnas já sem as informações sobre a votação", aponta.

 

Veja também