Publicidade

Vacina Russa Para Tempos Ruços

 O Espadachim, um cronista a favor do vulcão e da vulcanização

OPINIÃO - Sandro Villar

Data 04/08/2020
Horário 05:30

E não é que a Rússia saiu na frente e já tem a vacina contra o novo coronavírus? Se vai funcionar, se é eficaz, são outros quinhentos. Ou outros seiscentos. A vacinação em massa dos russos começa em outubro. Com mais de 17 milhões de km², a Rússia é o maior país do mundo, mas sua população é pequena, minúscula, enfim. Não passa de 150 milhões de habitantes e há regiões completamente despovoadas, o que preocupa o Putin.
Aliás, sobre a vacina russa, fizeram uma meme em que o presidente, sem camisa, está montado em um urso, animal símbolo do país. Na montagem, Putin carrega uma enorme vacina nas costas, o que lembra uma arma de guerra.
Se der certo, vamos torcer para que o Putin não seja egoísta e forneça a vacina para o mundo todo. Por sua vez, o Trump, que não é orquídea que se cheire, já demonstrou que é egoísta e arrogante pra cachorro. No que tange à imunização, ele deixou claro que "América primeiro". América também segundo, terceiro, quarto e o resto do mundo que se dane.
Trump gasta horrores com laboratórios e, claro, pretende vacinar primeiro os 320 milhões de americanos assim que surgir uma vacina que mande o coronavírus pra cucuia. Nada contra priorizar a população americana, nossos irmãos do Norte, desde que o governo dos EUA também forneça vacinas para todo o mundo. Enfim, que pense no próximo.
Pelo menos 25 vacinas estão sendo testadas mundo afora, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Não é por nada, não, mas o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, jogou um balde de água fria nessas pesquisas para produzir uma vacina que funcione para valer. 
O doutor Tedros acha que a produção de uma vacina eficaz pode não se tornar realidade. Mas, como é óbvio, não custa tentar e que o diretor-geral da OMS esteja equivocado. 
Mais uma vez, ele recomendou as medidas de proteção que todo mundo já sabe de cor e salteado: máscara, quarentena, distanciamento, testagem e outros babados, que muitos ignorantes não aceitam. Vai ver querem pegar o coronavírus à unha. O diabo é que o vírus não é touro e tem a vantagem de ser invisível a olho nu e a olho vestido.

DROPS

Quem sai na chuva é para se refrescar.

A mentira tem tíbia e perônio curtos.

Quero-quero. Não seria essa ave o animal ideal para ilustrar a nova nota de R$ 200?

Estamos todos no mesmo trem-bala? Sei lá! Carece perguntar ao maquinista.
 

Veja também