Vereadores rejeitam texto que sugeria estudo para unificação da Seduc, Secult e Semepp

Requerimento considerava que a integração das secretarias reduziria custos e teria resultados superiores por abranger público maior

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 25/05/2021
Horário 12:50
Foto: AI Câmara
Requerimento foi debatido pelos parlamentares durante a sessão desta segunda
Requerimento foi debatido pelos parlamentares durante a sessão desta segunda

Durante a sessão ordinária desta segunda-feira, a Câmara Municipal de Presidente Prudente rejeitou, por oito votos a quatro, o requerimento 1.226/17, que solicitava à Prefeitura providências para realizar estudo no sentido de unificar as secretarias municipais de Educação, Esportes e Cultura.

Inicialmente, o texto era de autoria do vereador William César Leite (MDB), no entanto, antes do debate em torno do requerimento, o parlamentar Douglas Kato Pauluzi (PTB) solicitou a William para assinar em conjunto, o que foi autorizado pelo autor e pela mesa diretora.

O requerimento considerava que a integração das pastas, "além da redução do investimento nestas áreas", teria "resultados superiores por abranger um público muito maior".

Votaram a favor Douglas Kato, William Leite, Ivan Itamar da Silva (PSB) e Wellington de Souza Neves (MDB).

Os votos contrários foram proferidos por Demerson Dias (PSB), Enio Luiz Tenório Perrone (DEM), Joana D’arc Patrício do Nascimento (PSB), José Alves da Silva Junior (Pode), Mauro Marques das Neves (Pode), Miriam Brandão Ribeiro (Patriota), Nathália Barboza Gonzaga da Santa Cruz (PSDB) e Tiago Santos de Oliveira (PTB).

O vereador Joãozinho Barbosa Ferreira (DEM) não participou da sessão desta segunda-feira, por conta do falecimento de seu irmão.

Veja também