Vozes Prudentinas celebra 23 anos com concerto

VARIEDADES - Oslaine Silva

Data 17/11/2015
Horário 07:51

 


Um grande evento musical ocorre nesta terça-feira, a partir das 20h30, em Presidente Prudente. Para comemorar seus 23 anos, o Coral Vozes Prudentinas apresenta no auditório da Casa do Médico, com entrada franca, o concerto de aniversário denominado "Vozes a cappella". O musical, regido pela maestrina Ana Rita Chizzolini, contará com a participação especial dos corais prudentinos Amélia Bazan e Feminino Apampesp (Associação dos Professores Aposentados do Magistério Público do Estado de São Paulo).

De acordo com a regente, na abertura os corais convidados apresentarão duas músicas de seu repertório. Na primeira parte do programa, toda execução será com canções populares à capela com composições de mestres como Milton Nascimento, Luiz Gonzaga, Juca Chaves, Adoniran Barbosa, Lamartine Babo e Beto Guedes.

Já a segunda parte será composta de músicas sacras com acompanhamento do pianista Alberto Cervellini Filho, com obras em latim e "Ave Maria de Somma".

No final, todos os corais cantarão um trecho da ópera "O Nabuco", de Giuseppe Verdi. "O auditório tem capacidade para receber um público de 300 pessoas. Nossa expectativa é que todos os lugares estejam ocupados", anseia Ana Rita.

De acordo com a regente, o evento terá aproximadamente 1h30 de duração, tempo em que os 28 integrantes demonstrarão ao público o dom da voz que lhes tem rendido sucesso nessas duas décadas. "Precisamos agradecer o apoio cultural da Sociedade de Medicina para que proporcionemos este encontro dos corais", agradece.

 

História

O coral, que tem repertório sacro extenso, se apresenta em igrejas, escolas, eventos culturais e festivais por toda a cidade e região, outros Estados e também lá fora. Começou suas atividades pela própria regente Ana Rita em 26 de novembro de 1992. Segundo ela, como projeto de coro de uma empresa e depois se tornou um grupo independente, da forma que é até hoje. Dentre as inúmeras apresentações por praticamente todo o país, foi premiado várias vezes, como por duas seguidas com o prêmio Galo de Tirol em Treze Tílias (SC).

O coral já participou também do Festival Internacional de Corais em Maceió (AL) e, neste ano, integrou em setembro o Festival Internacional de Corais em Camburiu, com outros grupos da Bahia, do Amazonas, Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu (PR), Brasília (DF), Alagoas, coro folclórico do Maranhão, com música e roupas típicas, entre outros. "Foi gratificante demais porque a troca de experiência, ver os trabalhos de outros e compartilhar o nosso é sempre muito importante", exclama.

"Gostaríamos muito de estar em outros festivais no ano que vem e graças a Deus já fomos convidados para alguns e estamos estudando. Queremos muito levar o nome de Prudente, por meio da música, do coral para outras localidades. E já adiantando, em 2017 pretendemos realizar um encontro internacional de corais para comemorar as bodas de prata", salienta Ana Rita.

 

Veja também