APÓS AUDIÊNCIA

Acusadas por furto são conduzidas a Tupi Paulista

Das cinco investigadas, quatro foram reconhecidas pela Polícia Civil; a criança de 5 meses que estava com a mãe durante o furto, foi acolhida e entregue a avó

  • 02/08/2019 04:48
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Estão presas na Penitenciária Feminina de Tupi Paulista, três mulheres envolvidas em crime de furto qualificado a estabelecimentos comerciais em Presidente Prudente. Elas passaram por audiência de custódia ontem, após serem detidas em flagrante na quarta-feira por subtraírem alimentos de uma empresa atacadista na área central do município. Das cinco investigadas, quatro delas foram reconhecidas por crimes anteriores, em que agiam de maneira semelhante.

Nos registros policiais em Prudente, constam cinco ocorrências de furto qualificado praticado pelas envolvidas entre os anos de 2017 e 2019. Segundo a delegada seccional, Ieda Maria Cavalli de Aguiar Filgueiras, no último flagrante o delegado de plantão elencou todos os casos anteriores de conhecimento da polícia e representou ao Judiciário pela prisão das envolvidas. “Elas foram autuadas em flagrante, com exceção de uma que não foi apresentada”, afirma. A quinta mulher, que fugiu antes da chegada polícia, não havia sido identificada até a formalização da ocorrência.

De acordo com a polícia, uma das acusadas, que estava com o a filha de 5 meses enquanto praticava o furto, teve a possibilidade de prisão domiciliar afastada por “cometer o crime contra própria filha, ao expô-la ao vexame”. A criança foi acolhida pelo Conselho Tutelar, que providenciou a entrega à avó. Desta forma, será expedido ofício à Promotoria da Infância e Juventude para que sejam tomadas as providências cabíveis.