Covid-19 atinge 67 servidores penitenciários e mata cinco, na região

Levantamento do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo aponta que a região de Presidente Prudente apresenta os piores índices

REGIÃO - GABRIEL BUOSI

Data 06/06/2020
Horário 10:10
Arquivo | Região conta com 67 servidores penitenciários infectados e cinco óbitos Foto: Arquivo | Região conta com 67 servidores penitenciários infectados e cinco óbitos

A partir de informações fornecidas pela própria categoria, o Sifuspesp (Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo) apurou que a região de Presidente Prudente é a que mais registrou contágio pela Covid-19 em servidores penitenciários, com 67 casos positivos, e pelo maior número de mortos, com cinco óbitos nos presídios da região oeste do Estado. Em um comparativo com as demais quatro regiões analisadas pelo sindicato, a de Prudente é a que apresenta os piores números. Os dados foram computados até ontem. "As afirmações do sindicato são equivocadas e irresponsáveis", reivindica a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária)

O presidente do sindicato, Fábio César Ferreira, sobre essa situação, lembrou que continua sendo travada uma batalha na Justiça, com ação no Ministério Público do Trabalho, reivindicando os testes rápidos em massa no sistema prisional, como orienta a OMS (Organização Mundial de Saúde)  durante o momento de Pandemia.

“O novo coronavírus segue se alastrando pelo sistema prisional, e tanto a SAP quanto o governador João Doria (PSDB) continuam fazendo vistas grossas, de olhos fechados para a gravidade da situação”, aponta o presidente.

O mapeamento aponta que a morte mais recente no sistema foi a do a do policial penal Antônio Dantas, do Centro de Progressão Penitenciária de Pacaembu, que faleceu neste na sexta-feira, aos 60 anos, após período de internação em um hospital de Osvaldo Cruz. O policial penal deixa esposa e três filhos. “É uma bomba relógio com milhares de vidas em risco”, afirma o presidente do sindicato.

Covid-19 no sistema prisional

Ainda conforme o levantamento, os dados por região são os seguintes: Capital e Região Metropolitana com 51 confirmações da doença em servidores e quatro óbitos; Vale do Paraíba e litoral com 14 casos e uma morte; Região Central com 36 casos e um óbito; Região Noroeste com nove pessoas contaminadas e duas mortes; e a Região Oeste, que é a de Presidente Prudente, com 67 confirmações e cinco óbitos.

Para os dados regionais, a reportagem levou em consideração as unidades que fazem parte da 10ª RA (Região Administrativa). Além delas, a Região Oeste conta ainda com outras quatro unidades, em quatro cidades que não são da RA, e que, se somadas as demais, chegam ao total de 75 confirmações e sete óbitos.

SAP avalia números do sindicato

A reportagem entrou em contato com a SAP e o Estado de São Paulo para pedir um posicionamento sobre as alegações do presidente do sindicato, mas recebeu apenas o posicionamento da Secretaria de Administração Penitenciária. Por meio de nota, o órgão afirmou que vem atuando intensivamente para a proteção dos servidores na atual situação de pandemia e não concordou com a apuração do sindicato. 

"Sempre sob orientação do Centro de Contingência do Coronavírus do Governo do Estado de São Paulo, foram adotadas diversas medidas, como a restrição de entrada de pessoas nas unidades prisionais e a ampla distribuição de Equipamentos de Proteção Individual, especialmente máscaras reutilizáveis, além de álcool gel e outros insumos de proteção", aponta a secretaria.

A pasta afirmou ainda que a testagem em massa da população carcerária paulista foi planejada por órgãos técnicos da área de saúde e contempla os servidores do sistema prisional, bem como os custodiados, em sua segunda fase, com início previsto para os próximos dias. Lembrou que o presidente do sindicato participou, há poucos dias, de reunião na sede da SAP, oportunidade em que lhe foi informada tal circunstância de maneira detalhada. "Por isso, causa espécie a manifestação do presidente do mesmo".

A pasta finaliza ao dizer que se solidariza com a dor dos familiares dos servidores que faleceram vítimas da Covid-19 e lembra que foram registrados cinco óbitos entre funcionários de presídios da região.

"Os servidores com suspeita de diagnóstico do Covid-19 estão devidamente afastados sob medidas de isolamento em suas residências, conforme orientações do Comitê de Contingência do coronavírus. A Secretaria de Administração Penitenciária acompanha os quadros clínicos dos funcionários afastados, fornecendo todo o suporte necessário para a recuperação".

 

                         Confira abaixo os números por unidade prisional 

Contágio sistema prisional na região de Presidente Prudente
Região Oeste Confirmados Óbitos
Centro de Progressão Penitenciária de Pacaembu 15 1
Penitenciária de Dracena 2 1
Penitenciária de Irapuru 5 -
Penitenciária de Junqueirópolis 7 -
Penitenciária de Lucélia 1 -
Penitenciária de Presidente Prudente (regime fechado) 10 1
Penitenciária I de Presidente Venceslau 1 -
Penitenciária de Tupi Paulista (feminino) 2 -
Penitenciária de Tupi Paulista (masculino) 14 -
Penitenciária I de Martinópolis 1 -
Penitenciária de Pracinha 9 2
Total 67 5

 

Publicidade
eixosp

Veja também